23 de julho de 2021 Atualizado 23:16

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Duplo Homicídio

Policial suspeito de matar irmãos já teria ameaçado atirar até em criança

Caso aconteceu há nove meses, relata cunhada da vítima; policial não gostava de barulho e fez ameaças armado, incluindo contra uma criança que soltava pipa

Por Pedro Heiderich

27 abr 2021 às 16:38 • Última atualização 27 abr 2021 às 16:43

O agente penitenciário José Vicente da Cruz, de 67 anos, suspeito de matar a tiros os irmãos Adelmo Ferreira de Lima, de 39 anos, e Eclécio Ferreira de Lima, de 36, no Jardim Nova América, em Hortolândia, no último sábado (24), já teria dito que mataria até criança se fizessem barulho.

O caso aconteceu há nove meses, relata Vânia Elivânia Santos, de 37 anos, cunhada de Adelmo. De acordo com ela, o policial mostrou a arma e ameaçou os vizinhos.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Ele não gostava de barulho e tudo era mostrando a arma, dizendo que podia matar qualquer pessoa, adulto, criança”, conta ao LIBERAL. “Ele chegou até a ameaçar com a arma uma criança na rua, que estava na calçada soltando pipa”, disse.

Policial afastado, José Vicente de Cruz é procurado pelo duplo homicídio – Foto: Divulgação/Acervo Pessoal – Foto: Reprodução

Vânia, irmã de Ana Paula da Silva, 37, atual esposa de Adelmo, revela que, com o passar do tempo, a ameaça ficou esquecida. “Até então, para minha irmã, estava tudo bem. Mas para ele (o policial), não. Ele guardou tudo para agir depois com frieza e crueldade”, desabafa.

A Polícia Civil realiza buscas para localizar o policial, que trabalhava em uma unidade de Hortolândia e estava afastado, aguardando aposentadoria.

O policial é vizinho de Adelmo, e reclamou de som alto às 19h para os irmãos, que bebiam na frente da casa deles. José Vicente fugiu em seu Voyage após discutir e atirar nos dois irmãos. O policial seguia foragido até a tarde desta terça-feira (27).

Adelmo com o filho pequeno no colo, ao lado das outras filhas e do irmão Eclécio – Foto: Divulgação / Acervo Pessoal

Eclécio e Adelmo foram velados e enterrados no Cemitério Parque Hortolândia na manhã desta segunda-feira (26).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Adelmo deixa, além da esposa, três filhos, um menino de três anos e duas garotas, de 10 e 15 anos. “Está difícil, nossa ficha não caiu ainda”.

Vânia revelou ainda que os três filhos de Adelmo perderam a mãe, primeira esposa dele, no ano passado, vítima de câncer. “E agora essa tragédia com o pai. Elas não estão sabendo lidar, não aceitam, gritam, estão à base de calmante”, desabafa.

Publicidade