04 de março de 2021 Atualizado 19:41

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Hortolândia

Polícia Civil realiza buscas em Hortolândia na Operação Transformers

Ação investiga organização criminosa que instalava o quarto eixo em semirreboques para aumentar a capacidade dos veículos, prática que é ilegal

Por Leonardo Oliveira

04 nov 2020 às 10:37 • Última atualização 04 nov 2020 às 10:48

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (4) a Operação Transformers, que investiga uma organização criminosa que praticava fraudes, instalando o quarto eixo em semirreboques para aumentar a capacidade dos veículos – essa prática é proibida pela legislação de trânsito.

Operação foi deflagrada na manhã desta quarta-feira – Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os agentes realizaram buscas em dois endereços na cidade de Hortolândia, dando cumprimento a mandados expedidos pela Justiça. Já em Campinas e Itatiba houve a prisão de um indivíduo em cada cidade. Segundo a Polícia Civil, um dos líderes da organização faturou mais de R$ 50 milhões de reais no esquema.

Hoje, a legislação impede a instalação de quatro eixos em razão de vários riscos gerados. A alteração pode comprometer a segurança do semirreboque e danificar as rodovias, além de causar acidentes. Só que os integrantes do grupo criminoso conseguiram criar um esquema para fraudar os veículos.

Para isso, conseguiram que empresas de vistoria técnica licenciadas pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) também participassem, fraudando as vistorias realizadas nos caminhões.

Além disso, servidores públicos também atuavam no esquema, incluindo nos sistemas online a modificação e tornando legal a circulação desses semirreboques. Para isso, alegavam que os veículos tinham uma patente para justificar a atitude ou emitiam uma autorização prévia que omitia a presença do quarto eixo.

A investigação foi conduzida pelo Deinter 8 (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior) – Ribeirão Preto e durou mais de um ano até o cumprimento dos mandados nesta quarta. Houve o apoio da Delegacia Seccional de Adamantina.

Ao todo, foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva e 33 mandados de buscas em residências e endereços comerciais de investigados, com a participação de 113 policiais civis, sendo 93 operacionais e 20 Delegados de Polícia e 2 Promotores de Justiça, contando ainda com o apoio dos policiais civis das regiões em que cautelares estão cumpridas.

Policiais civis cumprem medidas cautelares de prisões, buscas e sequestros de bens em Adamantina, Regente Feijó, Irapuru, Pacaembu, Ourinhos, Santa Cruz do Rio Pardo, Campinas, Hortolândia, São Paulo, Itatiba, Mairiporã, Franco da Rocha e Arapongas-PR.  

Publicidade