Novo cartão postal de Hortolândia, ponte ‘separa’ o tráfego

Município mais novo da RPT chega aos 28 anos neste domingo com novo cartão-postal que unirá regiões da cidade 


Foto: Divulgação_Prefeitura de Hortolândia
A cidade estará unida de ponta a ponta”, afirma o secretário de Planejamento

A ponte estaiada está sendo considerada o cartão postal de Hortolândia, mas a obra vai além da beleza e será entregue no próximo dia 26 com a importante missão de unir regiões do município, integrando bairros e favorecendo o desenvolvimento. Para o secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Roberto Prataviera Junior, o projeto é vital para o sistema viário do município.

A estrutura foi construída pela prefeitura para integrar as regiões Leste (Novo ângulo) e Oeste (Jardim Amanda) e faz parte do traçado do corredor metropolitano. “A cidade estará unida de ponta a ponta. A pessoa pode entrar na ciclovia no Jardim Amanda e ir até a região do Nova América, na divisa com Campinas”, detalha o secretário.

Segundo ele, a ponte evitará que o trânsito gerado pelo corredor metropolitano entre em conflito com o tráfego local. Outra funcionalidade importante destacada pelo secretário é que a estrutura permitirá a passagem de veículos e pedestres sobre a lagoa de contenção de enchentes construída pelo município.

“Ela unirá as duas pontas da avenida e com certeza a facilidade de acesso à região do Nova América e Novo Ângulo incentivará a expansão do comércio e da prestação de serviços nessa região”, acredita. A obra da ponte estaiada, que oficialmente foi batizada com o nome de “Ponte da Esperança”, foi iniciada em 2012 na gestão anterior do prefeito Angelo Perugini (PDT).

O custo total ultrapassa R$ 80 milhões, sendo a maior parte na construção da estrutura. Além do projeto estrutural, executado em parte com recursos de financiamento internacional, a prefeitura bancou também a construção das cabeceiras de acesso. Somente com esta etapa da obra foram gastos R$ 3,16 milhões.

A imponente estrutura sustentada por 16 cabos de aço, fixados na base e no mastro central, chama a atenção e pode ser vista de longe. O local recebeu iluminação em LED e à noite muda ainda mais a paisagem daquela região. A ponte estaiada tem 700 metros de comprimento, 16,9 metros de largura e 75 metros de altura.

Hortolândia completa hoje 28 anos de emancipação. Em plebiscito no dia 19 de maio de 1991, foi definida a emancipação, com a cidade deixando de pertencer a Sumaré.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora