Hortolândia suspende atendimento presencial na assistência social

Para evitar aglomerações, atendimento presencial de Cras, Creas, Cadastro Único, Conselho Tutelar e Centros de Convivência Social foram paralisados


A Prefeitura de Hortolândia suspendeu, a partir desta segunda-feira (23), os atendimentos presenciais feitos nos Cras (Centros de Referência de Assistência Social), CCSs (Centros de Convivência Social), no Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Cadastro Único e Conselho Tutelar.

Podcast: Sete edições do Além da Capa para ouvir durante a quarentena

A medida foi adotada para evitar aglomeração de pessoas e combater a circulação do novo coronavírus (Covid-19). A prefeitura explicou que a triagem realizada pelos Cras para benefícios eventuais, como cesta básica, será realizada por telefone.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

A retirada será feita mediante agendamentos que serão marcados com intervalo de quinze minutos para evitar aglomerações. A retirada de cesta básica precisa ser feita por um membro da família, desde que não seja idoso.

Saiba tudo sobre o coronavírus, o que ele provoca e como se prevenir

O Creas também fará triagem por telefone. Se for necessário o atendimento presencial, ele será feito após agendamento. O Conselho Tutelar e o Instituto Esperançar, voltado ao atendimento de moradores de rua, podem ser acionados por telefone (veja abaixo os telefones de todos os órgãos).

Os dois Centros de Convivência Social e o Cadastro Único ficarão fechados.

  • Cras Amanda: 3909-3642 e 3909-2140
  • Cras Central: 3865-1133 e 3897-2519
  • Cras Novo Ângulo: 3845-7629 e 3809-1945
  • Cras Primavera: 3909-2292 e 3909-0627
  • Creas: 3897-4083 e 3909-4546
  • Conselho Tutelar: 3865-3287; 3897-2513; 100 (24h)
  • Instituto Esperançar: 99936-6459.
LIBERAL VIRTUAL Acesse agora