Hortolândia retoma Guarda Comunitária em 3 bairros

Projeto é uma das prioridades do prefeito Angelo Perugini e será retomado no Jardim Terras de Santo Antonio, Jardim Adelaide e Jardim Santa Esmeralda


A Prefeitura de Hortolândia retomará o projeto da Guarda Comunitária nos bairros Jardim Terras de Santo Antonio, Jardim Adelaide e Jardim Santa Esmeralda. Para isso, a administração fechará acordo de cooperação com a Polícia Militar. Por meio da parceria, guardas municipais receberão curso de capacitação para poder atuar no projeto. O curso será ministrado pela Diretoria de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos, divisão da PM.

O projeto da Guarda Comunitária é uma das prioridades do prefeito Angelo Perugini na área de segurança pública. O objetivo é fazer com que a Guarda Municipal de Hortolândia atue em contato constante com a comunidade.

Foto: Prefeitura de Hortolândia / Divulgação
Projeto Guarda Comunitária será retomado em três bairros de Hortolândia

Para conhecer o curso, representantes da GM visitaram a Diretoria de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos, em São Paulo, na última quinta-feira (10). De acordo com o secretário de Segurança, Luís Leite de Camargo, o curso marcará a retomada do projeto da Guarda Comunitária.

“Com esse curso, queremos aperfeiçoar a GM. Fazer com que nossos guardas estejam preparados para desempenhar o trabalho e fortalecer o vínculo da corporação com a comunidade”, salienta o secretário. A previsão é de que o curso seja iniciado em julho.

O comandante da GM, Lucivaldo Ferreira, explica que deverão participar do curso 10 guardas municipais. Inicialmente, o projeto será implantado nos bairros Jardim Terras de Santo Antonio, Jardim Adelaide e Jardim Santa Esmeralda. De acordo com o comandante, os três bairros apresentam altos índices de criminalidade e estão próximos a vias utilizadas como rotas de fuga por criminosos.

Além disso, com a implantação do projeto nestes três bairros, a prefeitura atende às solicitações feitas pelos moradores por mais segurança. “Por isso, é importante que moradores participem e se envolvam com o trabalho da Guarda Comunitária”, salienta o comandante. Posteriormente, informa o comandante, o projeto poderá atender outras regiões da cidade.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!