08 de agosto de 2020 Atualizado 15:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Hortolândia

Hortolândia confirma 14ª morte por coronavírus

Paciente era um idoso de 86 anos que estava internado desde 10 de maio; cidade é a que tem mais mortes por coronavírus na região

Por Marina Zanaki

01 jun 2020 às 21:34

Um homem de 86 anos que morava em Hortolândia morreu por conta do novo coronavírus (Covid-19) no sábado (30). Esta é a 14ª morte provocada pela doença no município, e a 37ª da RPT (Região do Polo Têxtil).

Segundo a prefeitura, o paciente estava internado desde o dia 10 de maio, quando deu entrada no Hospital Samaritano de Hortolândia.

Ele acabou sendo transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Samaritano de Campinas, onde morreu no último sábado.

O resultado positivo de coronavírus é do dia 16 de maio. O paciente tinha outras comorbidades, de acordo com a Secretaria de Saúde.

Hortolândia é a cidade com mais mortes provocadas pela doença na região. Estudo do Observatório PUC-Campinas indica que a taxa de mortalidade por coronavírus por 100 mil habitantes em Hortolândia é uma das mais altas da região e maior do que a média do país.

A cidade tem 156 casos confirmados da doença, dos quais 14 pacientes morreram, nove estão internados, 15 cumprem isolamento domiciliar e 118 estão curados.

A cidade aguarda resultado de 83 exames, dos quais 18 são de pacientes que estão internados.

Confira a atualização dos casos nas cidades da região:

Americana (atualizado em 1° de junho): 116 casos, com 7 óbitos confirmados. 93 pacientes estão curados em Americana.

Hortolândia (atualizado em 1° de junho): 156 casos, com 14 óbitos confirmados. Na cidade, 118 pacientes já receberam alta.

Nova Odessa (atualizado em 1° de junho): 39 casos, com 2 óbitos confirmados. 13 pessoas já estão recuperadas do vírus.

Santa Bárbara d’Oeste (atualizado em 1° de junho): 54 casos, com 3 óbitos confirmados. A cidade tem 31 casos curados. O LIBERAL apurou que uma quarta moradora da cidade morreu em decorrência da doença em Campinas, mas a Vigilância Epidemiológica da cidade ainda não foi notificada do caso.

Sumaré (atualizado em 1° de junho): 198 casos, com 10 óbitos confirmados e 160 pacientes já receberam alta.