24 de julho de 2024 Atualizado 21:55

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

VIOLÊNCIA

Vídeo: Engenheiro é alvo de sequestro relâmpago em Hortolândia e tem prejuízo de R$ 4 mil

Crime ocorreu nesta quarta-feira; criminosos obrigaram vítima a fazer transferências via pix; um foi preso

Por Paula Nacasaki

11 de julho de 2024, às 10h33 • Última atualização em 11 de julho de 2024, às 10h34

Um engenheiro foi alvo de um sequestro relâmpago nesta quarta-feira (10), em Hortolândia, no momento em que chegava ao trabalho. Ele teve um prejuízo de ao menos R$ 4 mil, além de ferimentos sofridos durante o crime. Um dos suspeitos foi encontrado pela PM (Polícia Militar) e preso, enquanto o outro continua foragido. A Polícia Civil investiga o caso.

Segundo informações da Polícia Civil, o sequestro durou em torno de duas horas. Câmeras de segurança capturaram o momento em que os criminosos abordaram a vítima.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Nas imagens, é possível observar que a vítima estaciona seu carro, uma caminhonete branca, próximo ao local onde trabalha, na Avenida Carlos Roberto Pratavieira, no bairro Novo Ângulo. Na sequência dois homens em uma moto param ao lado do veículo e o garupa desce, abordando o engenheiro que estava no banco do condutor. Depois, todos deixam o local.

https://liberal.com.br/wp-content/uploads/2024/07/WhatsApp-Video-2024-07-11-at-09.21.06.mp4
Engenheiro é vítima de sequestro relâmpago em Hortolândia; no alto do vídeo, à esquerda, é possível ver momento da abordagem

A PM foi acionada por uma testemunha. Foram ao menos duas horas em que o homem ficou refém do criminoso, sendo ameaçado e agredido, conforme apurou o LIBERAL.

Durante patrulhamento, os PMs viram o veículo no bairro Monte Sinai e perceberam um dos criminosos com a arma apontada para cabeça da vítima. Houve a abordagem e um dos criminosos foi preso. A arma conforme verificado depois, tratava-se de uma réplica.

Todos foram levados ao plantão policial de Hortolândia. Na delegacia, o engenheiro relatou que perdeu ao menos R$ 4 mil em transferências realizadas via pix enquanto estava em poder dos sequestradores. O criminoso detido foi autuado em flagrante e permaneceu preso. Já o comparsa não foi encontrado. A Polícia Civil investiga o caso.

Publicidade