13 de abril de 2021 Atualizado 22:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Com ocupação de 100% em Unidade Respiratória, Hortolândia decreta lockdown entre 21h e 5h

Apenas farmácias e hospitais têm autorização para funcionar nesse período de fase vermelha na cidade

Por Marina Zanaki

24 fev 2021 às 21:16 • Última atualização 25 fev 2021 às 08:41

Com 100% dos leitos da Unidade Respiratória ocupados e demais unidades no limite da capacidade, a Prefeitura de Hortolândia decretou lockdown entre 21h e 5h. A prefeitura chamou a restrição de fase vermelha, mas na prática a medida é mais restritiva do que prevê o Plano São Paulo, pois somente farmácias e hospitais podem ficar abertos.

A mudança entra em vigor na sexta-feira (26) e é mais rígida do que a medida imposta pelo governo de São Paulo, cujo “toque de restrição” começa somente às 23h, além de não impedir serviços.

A prefeitura disse que a decisão foi tomada em função do agravamento do número de contaminados na cidade, bem como do “iminente” esgotamento das vagas em leitos para atendimento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).

A administração revelou que, além da ocupação máxima na Unidade Respiratória do Nova Hortolândia, os demais leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e enfermaria para atendimento de outras enfermidades no Hospital Municipal Mário Covas, bem como nas unidades de pronto atendimento, estão “no limite da capacidade” para receber novos pacientes.

Além disso, disse que o Sistema Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) e os leitos de UTI regionais não estão com vagas para receber mais pacientes.

Em menos de dois meses, a cidade registrou um terço de todas as mortes ao longo de 2020. Este ano, foram 62 vítimas, contra 181 em todo o ano passado.

A situação também já supera o ápice da pandemia. “No primeiro pico, registrado em julho de 2020, a média diária de ocupação de leitos na Unidade Respiratória foi de 17,06, enquanto em fevereiro de 2021 a média de ocupação de leitos é de 20,38 por dia”, disse a prefeitura.

“É fundamental que todos respeitem os protocolos sanitários e as medidas de distanciamento e isolamento social para conter o avanço da pandemia. Proteger a vida é responsabilidade de todos e juntos vamos superar este desafio”, finalizou a administração municipal.

A reportagem questionou a prefeitura sobre quantos leitos a Unidade Respiratória possui atualmente e quantos são de UTI, mas até a publicação desta reportagem não houve resposta.

Hortolândia confirma mais cinco mortes
A cidade confirmou mais cinco mortes no boletim desta quarta-feira, alcançando 238 vítimas da pandemia. Os pacientes tinham 46, 48, 61, 75 e 77 anos e morreram entre 9 e 23 de fevereiro.

Entre casos suspeitos e confirmados, Hortolândia contabiliza 61 internados em leitos exclusivos para coronavírus. Ainda segundo boletim desta quarta-feira, a Unidade Respiratória tem 14 pacientes internados.

Publicidade