EMS transfere 183 para planta de Jaguariúna

Trabalhadores do almoxarifado foram alocados temporariamente para outra unidade após empresa pegar fogo no da 20 de outubro; causas são investigadas


A empresa farmacêutica EMS informou que todos os funcionários do almoxarifado que trabalham na unidade em Hortolândia foram transferidos para a planta que fica em Jaguariúna. O setor foi destruído por um incêndio que ocorreu no dia 20 de outubro. Segundo a empresa, 183 funcionários do almoxarifado foram alocados temporariamente e 80% da área produtiva da empresa já opera normalmente.

Foto: Luciano Claudino / Agência Estado
Incêndio atingiu almoxarifado da empresa farmacêutica e funcionários do setor foram transferidos para Jaguariúna

A produção de remédios chegou a ficar paralisada por dois dias, mas foi retomada no dia 22 de outubro. A distribuição de medicamentos ao mercado não foi prejudicada, de acordo com a empresa, já que a demanda foi suprida com estoque já existente e com a produção de outras quatro unidades no País. As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas. Questionada sobre o prejuízo, a EMS informou que ele ainda não foi calculado.

VISTORIAS

Cerca de 60 pessoas precisaram ser evacuadas do entorno da empresa por conta da fumaça que atingiu a região e ficaram hospedadas em um hotel, a cargo da farmacêutica. A EMS informou que contratou uma empresa para realizar a limpeza de 12 imóveis que precisaram ser interditados na Rua Barão de Itapura. O serviço terá início após as vistorias, que começaram na segunda-feira (29).

“A duração do processo deve variar, a depender das condições climáticas e da situação do imóvel. Como as casas não estão mais interditadas pela Defesa Civil, conforme as vistorias vão acontecendo, a decisão de retornar para casa ou aguardar no hotel até que os serviços de limpeza sejam finalizados fica a cargo dos próprios moradores”, afirmou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora