17 de julho de 2024 Atualizado 21:00

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Notícias que Inspiram

Em Americana, Associação Esperançar impacta a vida de aproximadamente 150 crianças

Ação criada por professora e seus familiares existe há três anos e atende mais de 30 famílias em vulnerabilidade social

Por Jucimara Lima

04 de junho de 2024, às 17h28

Quando era criança, a professora Juliana Zanetti da Silva, 39 anos, sempre via a avó materna ajudando a comunidade com doações. “Tenho memórias de ir fazer entregas a pessoas que estavam precisando”, relembra.

Curiosamente, como algo presente no DNA familiar, o mesmo espírito de solidariedade também sempre esteve em sua mãe, e nela própria, que hoje se vê repassando para o filho, Pedro, 11 anos, os mesmos ensinamentos. “Ele ajuda muito, posso dizer que é uma das figuras mais atuantes da Associação Esperançar”, orgulha-se.

Associação Esperançar
As cestas básicas são montadas na sala da casa de Juliana, espaço que virou uma espécie de sede da Associação Esperançar – Foto: Marcelo Rocha / Liberal

Esperançar

Criada por Juliana e pelo marido Eliandro Almeida, com ajuda do filho Pedro e apoio de outros familiares e amigos, a Associação Esperançar tem três anos de atuação em Americana e no momento atende mais de 30 famílias em vulnerabilidade social, totalizando ajuda direta e indireta na vida de aproximadamente 150 crianças. “O projeto é mantido por doações, então, atendemos mensalmente, com as coisas que vamos conseguindo. Oferecemos desde remédios, cestas básicas, fraldas, roupas, calçados e outras necessidades que possam surgir.”

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Sem vínculos religiosos, Juliana explica que além de contribuições via Pix e campanhas com rifa, ela e um grupo de amigas produzem artesanatos para vender e assim complementar as demais necessidades das famílias. “Cada uma contribui do jeito que consegue. Costumo dizer que fazemos com o que temos em mãos”, relata.

Nasce a esperança

Embora sempre tenha participado ativamente de ações sociais, Juliana considera que a Associação Esperançar – cujo significado simboliza a esperança em movimento – começou com um marco, datado de 23 de dezembro de 2020.

Em plena pandemia e às vésperas do Natal, ela e a família tomou conhecimento sobre a história de uma mulher e seus dois filhos, que estavam com ordem de despejo, com a geladeira vazia, energia cortada e uma das crianças doente.” Era um garotinho de uns dois anos, que sofria de uma severa diabetes”, recorda.

Voluntários acreditam em transformar ações em amor – Foto: Arquivo Pessoal

Impactada com a situação, Juliana mobilizou um grupo de amigos via WhatsApp com o intuito de ajudar. “Aquilo me sensibilizou, porque trabalho com crianças. Todo o grupo ficou tocado. A gente sabia que não podia comemorar o nascimento de Jesus Cristo, deixando aquelas pessoas naquela situação.”

Nascia assim a Associação Esperançar, que a partir dali transformaria outras realidades, como a de crianças do Jardim dos Lírios, que hoje ganham material escolar doado pela ação.

Ativista, Juliana conta que chegou a ter que pedir autorização para traficantes para poder estacionar o carro no bairro, contudo, hoje tem passe livre. “No começo foi um pouco pesado, mas eu enfrentei e com o tempo, eles viram que a gente só queria ajudar.”

Virou livro

Em 2023, como educadora, Juliana foi convidada para colaborar no livro “Arte de Educar”, que reúne 30 histórias escritas por profissionais de várias áreas. Em seu capítulo, ela narra a história da associação. “Se hoje a gente tem uma sociedade tão doente emocionalmente, a gente sabe que é porque a infância foi dolorida. Então, para que esses padrões não continuem se repetindo, a gente tem que agir. Eu acredito na influência do semear coisas boas, para colher coisas boas.”

Juliana com o filho Pedro e o marido Eliandro durante o lançamento do livro “Arte de Educar” – Foto: Arquivo Pessoal

Assim, com a missão de levar esperança através do amor, a Associação se fortalece e vai cumprindo sua razão de existir. “Acredito que dentre tantas crianças, algumas pelo menos, vendo nosso exemplo, vão se inspirar em nós e querer mudar suas próprias histórias, traçando outros destinos para suas vidas”, avalia.

Realidade

Atualmente, além das ajudas mensais, a Associação Esperançar promove quatro ações especiais ao longo do ano: Volta às Aulas, Páscoa, Dia das Crianças e Natal. Quem quiser colaborar, transforma-se em padrinho ou madrinha e, em cada uma das campanhas contribui de uma maneira. “Tem muita gente que colabora, pessoas que eu nem conheço pessoalmente. É uma rede que foi formada e que acabou contagiando outras pessoas.”

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Sonhando em ter uma sede própria, para poder ampliar o projeto e promover outros tipos de atendimentos, a professora deixa um recado.

“Quero deixar o convite para todo mundo que sentiu o desejo de ajudar, seguir nossas redes sociais e ajudar nas divulgações, porque quanto mais pessoas compartilhando, maior o alcance e assim a gente consegue chegar em lugares inimagináveis”, finaliza.

O Instagram da Associação Esperançar é @projetoesperancaramericana.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Publicidade