Demora para descarregamento diminui, após reportagem

Situação do descarte de lixo no aterro sanitário da Estre Ambiental, em Paulínia, apresentou melhoras nesta quarta-feira


A situação no aterro sanitário da Estre Ambiental, em Paulínia, apresentou melhoras nesta quarta-feira (30). Após filas quilométricas e relatos de uma demora de mais de 12 horas para descarregamento – causando problemas na coleta de Americana e Hortolândia – os caminhões e as carretas foram separados, amenizando a demora. Na madrugada entre terça e quarta-feira, muitos veículos ainda passaram a noite na fila.[\img]Segundo o encarregado da Limpeza Pública em Americana, Edson Cardozo, o tempo de espera nesta quarta foi diminuído para até duas horas. “Se eles continuarem assim vai ser rápido para a gente limpar a cidade. Mas da outra vez que saiu matéria fizeram isso também, mas depois voltou o problema de novo”.

O LIBERAL relatou o problema na edição desta quarta. Cardozo lembrou que a coleta hoje ocorre até 18h30 para que o lixo seja descarregado até as 20 horas, já que o aterro fecha as portas mais cedo por conta da virada de ano. Amanhã não haverá coleta, mas sábado e domingo o serviço volta ao normal.

A assessoria de imprensa da Estre Ambiental informou, por meio de nota, que “em função do volume expressivo de chuva nos últimos dias, o tempo de descarga no aterro está maior que o normal. A Estre está trabalhando para normalizar a situação o mais breve possível”. Esta mesma resposta já havia sido dada em outras vezes.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora