17 de abril de 2021 Atualizado 18:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Campinas

Toque de recolher em Campinas aborda 4,8 mil veículos e 7,9 mil pessoas

Fiscalização também já visitou 1.004 estabelecimentos, fechou 211 comércios e lacrou 68 por descumprimento das regras

Por Milton Paes

31 mar 2021 às 18:39

A prefeitura de Campinas informou nesta quarta-feira (31) que o toque de recolher, que teve início no dia 18 de março, abordou até esta terça-feira (30), 4.869 veículos e 7.899 pessoas foram orientadas sobre as medidas sanitárias contra a Covid-19. O toque de recolher tem como objetivo restringir a circulação de pessoas entre 20h e 5h à somente atividades essenciais.

Neste mesmo período, a fiscalização já visitou 1.004 estabelecimentos comerciais, que resultou em 211 comércios fechados e 68 lacrados por descumprimento das regras da Fase Emergencial.

Acompanhe a cobertura do LIBERAL sobre Campinas

As operações consistem na implantação de bloqueios em vias de maior movimento na cidade e tem o caráter educativo e de orientação. As blitzes são feitas pela Guarda Municipal, em parceria com as polícias civil e militar.

Barreiras sanitárias

Desde que entrou em vigor, em 26 de março, 1.213 automóveis foram abordados pelas barreiras sanitárias realizadas diariamente em pontos itinerantes da cidade. Durante as barreiras, os veículos são abordados e os ocupantes questionados sobre o motivo pelo qual estão na rua. As pessoas são orientadas a voltar para casa se estiverem na rua por uma razão que não seja emergencial. Não há multa ou punição.

O objetivo da ação, realizada pela Guarda Municipal, com o apoio da Polícia Civil e da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), é restringir a circulação de pessoas de outras cidades, principalmente da Capital e Grande São Paulo, onde os prefeitos decretaram a antecipação de feriados para conter a disseminação do coronavírus.

Publicidade