13 de maio de 2021 Atualizado 23:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Prefeitura de Campinas cobra mais vacinas do governo estadual

Com as doses enviadas, município não conseguiu imunizar todos os profissionais saúde, por exemplo

Por Milton Paes

13 abr 2021 às 21:50

A Secretaria de Saúde de Campinas enviou nesta terça-feira (13) um ofício para a Secretaria Estadual da Saúde, para pedir mais doses da vacina contra a Covid-19.

De acordo com a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Andrea von Zuben, a capacidade de vacinação do município é maior que o número de doses que vem recebendo. Além disso, algumas categorias, como a de profissionais de saúde, não foram 100% cobertas em razão do número insuficiente de doses enviadas.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Campinas conta com cinco centros de imunização, cada um com capacidade de vacinar mil pessoas por dia. No caso dos profissionais de saúde, a estimativa é de que sejam cerca de 60 mil. No entanto, cidade recebeu 49,9 mil doses para vacinar esse público e os moradores de ILPIs (Instituições de Longa Permanência) com a primeira dose.

“Vacinamos cerca de 2 mil moradores de ILPIs, o que representa 100% de cobertura, e cerca de 47,5 mil profissionais de saúde. Estimamos que haja um déficit de 12 mil vacinas para essa categoria”, explicou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Vacinação
Segundo o vacinômetro do governo do Estado, Campinas aplicou no total 230.294 doses da Covid-19, sendo 151.132 em primeira dose e 79.162 em segunda dose. No ranking geral, levando em conta o número de doses, a cidade está em segundo lugar e perde apenas para a capital paulista.

Por conta de instabilidades no sistema VaciVida em todo o Estado, a vacinação contra a Covid-19 registrou lentidão na tarde desta terça-feira. O problema também afetou outras cidades.

A Secretaria de Saúde de Campinas acionou o Plano de Contingência, com registro em banco de dados criado no próprio município e reforçou as equipes para manter o melhor atendimento possível.

No Centro de Imunização do Círculo Militar foram abertos mais dois postos para agilizar o atendimento, o que ampliou para dez os pontos de vacinação no local. As doses estão garantidas a todos os que estão agendados. O problema foi remetido às autoridades estaduais.

Publicidade