27 de fevereiro de 2021 Atualizado 00:17

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Investigação

GM prende envolvido em roubos e furtos em Campinas e Limeira

Homem é a oitava pessoa detida nas investigações sobre uma quadrilha que estaria envolvida em roubos e furtos de computadores

Por Milton Paes

19 fev 2021 às 10:45

A GM (Guarda Municipal) de Campinas prendeu nesta quinta feira (18) mais uma pessoa envolvida nos roubos e furtos a centros de saúde em Campinas e na Defensoria Pública de Limeira.

Foi preso um homem de 21 anos após mandado de prisão temporária expedido pela Justiça. Uma impressão digital colhida após o roubo em Limeira, em janeiro, ajudou na identificação do suspeito.

Acompanhe a cobertura do LIBERAL sobre Campinas

O homem já havia se apresentado à Polícia Civil em Campinas e assumido sua participação nos crimes contra os centros de saúde do município, após divulgação do vídeo de um dos furtos. Na ocasião, ele não ficou detido porque não estava no período de flagrante.

Nesta quinta, ele foi levado pela Guarda ao 11º Distrito Policial de Campinas e apresentado ao delegado do plantão. Ele é a oitava pessoa detida nas investigações sobre uma quadrilha que estaria envolvida nos casos de roubos e furtos de computadores nas duas cidades.

Seis outros suspeitos – duas mulheres, dois homens e dois menores – foram detidos em Campinas, em 20 de janeiro, em ação da Guarda Municipal e da Polícia Civil. Com eles, foram localizados 44 computadores, cinco celulares, cartões bancários e R$ 2,3 mil. Os equipamentos foram recuperados nas regiões do Jardim Yeda e Jardim Santa Lúcia.

No dia 11 de janeiro, um menor havia sido detido e confessou a participação nos crimes. Com ele foi apreendido um veículo utilizado pelos criminosos. Na semana anterior, outro suspeito já havia sido identificado e indiciado.

As investigações da Polícia Civil e do setor de Inteligência da Guarda Municipal de Campinas prosseguem. Há suspeita de que a quadrilha envolva mais pessoas nos roubos e na receptação dos objetos.

Em Campinas, foram levados 78 computadores de sete centros de saúde localizados no Satélite Íris 2, Boa Vista e Nova América, entre o fim do ano passado e o início de janeiro deste ano.

Publicidade