27 de maio de 2022 Atualizado 10:32

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

com enxada

Funileiro é preso suspeito de matar filha, esposa e sogra em Campinas

Acusado cometeu os assassinatos com golpes de enxada e pá, por conta de uma discussão com a mulher, segundo a PM

Por Rodrigo Alonso

18 Janeiro 2022, às 15h05 • Última atualização 18 Janeiro 2022, às 16h01

Um funileiro de 30 anos foi preso nesta terça-feira (18) suspeito de matar a filha, a esposa e a sogra em Campinas. Segundo a PM (Polícia Militar), ele mesmo relatou o crime para a corporação, ao ligar para o 190 por volta das 8 horas.

O homem cometeu os assassinatos com golpes de enxada e pá, por conta de uma discussão com a mulher, de acordo com a corporação.

Homem matou as familiares com golpes de enxada – Foto: Luciano Claudino / Código 19 / Estadão Conteúdo

O caso ocorreu na Vila Aeroporto. O suspeito, identificado como Miqueias da Silva Santana, teria matado primeiro a sogra Creuza Aparecida Bernardes Felicio, de 71 anos, e a filha Manuella Bernardes Santana, 3, na noite desta segunda, por volta das 22 horas.

As duas estavam na casa de Creuza, que morava nos fundos da residência de Miqueias, e foram agredidas com uma enxada até a ferramenta se quebrar.

A esposa Claudia Bernardes Santos, de 34 anos, estava na casa da frente e, ao ouvir os barulhos, foi ver o que estava acontecendo. Nesse momento, teria sido atingida pelo marido com golpes de pá na cabeça.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Ainda segundo a PM, nesta segunda, Claudia tinha derrubado uma porta em Miqueias após uma discussão. Com raiva, o funileiro se dirigiu até a residência da sogra, que estava defendendo a filha, momento no qual iniciou as agressões, de acordo com a corporação.

As informações foram passadas à reportagem pelo soldado Renato Rodrigues, que atuou na ocorrência, e teriam sido relatadas aos militares pelo próprio suspeito, que esperava na casa quando a equipe chegou ao local.

Dentro da residência, no sofá, a PM encontrou os corpos da criança e da idosa, que trabalhava com serviços gerais. O corpo da esposa, que fazia bolos, estava no quintal.

Publicidade