12 de maio de 2021 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Campinas

Dário Saadi assume como vice-presidente de saúde da FNP

Cerimônia de posse foi marcada por assuntos ligados à pandemia do coronavírus e os desafios que as cidades enfrentam neste momento

Por Milton Paes

15 abr 2021 às 18:06 • Última atualização 15 abr 2021 às 18:08

Dário Saadi cumprimentou e agradeceu Jonas Donizette pelo trabalho realizado - Foto: Carlos Bassan - Prefeitura de Campinas

O prefeito de Campinas Dário Saadi (Republicanos) foi eleito e tomou posse nesta quinta-feira (15) como vice-presidente de Saúde da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). A eleição da nova diretoria-executiva e do conselho fiscal para a gestão 2021/2023 foi realizada virtualmente durante a 79ª reunião ordinária da FNP e a cerimônia de posse foi transmitida no canal da FNP no YouTube.

O ex-prefeito de Campinas, Jonas Donizette, deixa o cargo de presidente da FNP após quatro anos de mandato. Quem assume pelo próximo biênio é Edvaldo Nogueira, prefeito reeleito de Aracaju (SE). O cargo de primeiro vice-presidente eleito é de Bruno Covas, prefeito de São Paulo, e o de segundo vice-presidente é de Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro. A secretaria geral ficou com o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho.

Acompanhe a cobertura do LIBERAL sobre Campinas

Dário Saadi cumprimentou e agradeceu Jonas Donizette pelo trabalho realizado e cumprimentou o novo presidente da entidade, que reúne prefeitos de cidades com mais de 80 mil habitantes no Brasil.

“Quero fazer uma homenagem ao ex-prefeito Jonas e dizer que tenho orgulho de ser seu sucessor na Prefeitura de Campinas. Também o parabenizo pelo trabalho na FNP e desejo ao novo presidente, Edvaldo, que continue com o trabalho que o Jonas começou para fortalecer as prefeituras e os municípios”, disse.

“Como vice-presidente da Saúde, eu quero fazer um trabalho conjunto com o presidente Edvaldo e com todos os prefeitos neste momento de pandemia e dar orgulho a todos que me apoiaram nesta indicação”, completou.

A cerimônia de posse foi marcada por assuntos ligados à pandemia do coronavírus e os desafios que as cidades enfrentam neste momento. O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, participou da cerimônia virtual e traçou um panorama geral na pandemia no Brasil. A diretora-geral assistente para Acesso a Medicamentos e Produtos Farmacêuticos da OMS, Mariângela Simão, também participou do evento e falou sobre vacinas e tratamento precoce contra a Covid.

Deixando o cargo de presidente, Jonas Donizette destacou em seu discurso o papel das cidades na vida das pessoas e seu trabalho nos quatro anos no comando da FNP. “Foi pra mim um período de aprendizado. Conseguimos fazer com que o Brasil perceba o quanto os municípios são importantes.

As pessoas moram nas cidades, usam saúde e educação nas cidades. No entanto,a participação dos municípios no bolo tributário é pequena em relação ao tanto de serviços que as prefeituras oferecem os cidadãos”, disse.

O novo presidente Edvaldo Nogueira pretende continuar buscando a promoção dos governos. “Tenho a crença de que os municípios serão o centro do desenvolvimento mundial. É preciso que a FNP tenha protagonismo neste papel, para que as cidades possam crescer e se desenvolver. Faço um pedido a todos os prefeitos, para que a gente possa encontrar saídas e contribuir para o desenvolvimento do municipalismo brasileiro”, declarou.

Publicidade