08 de maio de 2021 Atualizado 17:11

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Imunização

Campinas registra baixa adesão à vacinação contra a gripe

Campanha imunizou 43.546 pessoas até quinta-feira; público-alvo é de 145 mil pessoas e meta é vacina 90% até 10 de maio

Por Milton Paes

30 abr 2021 às 22:07

A diretora do Devisa (Departamento de vigilância em Saúde), Andrea Von Zuben, disse nesta sexta-feira (30) que a primeira fase da Campanha de Vacinação Contra a Gripe em Campinas imunizou 43.546 pessoas até quinta-feira (29). “A cobertura, até agora, está extremamente baixa”, disse.

Nessa primeira fase estão sendo vacinados profissionais de saúde, crianças maiores de seis meses e menores de seis anos, grávidas e mulheres até 45 dias após o parto (puérperas).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Foram imunizados até esta quinta-feira 725 puérperas, que correspondem a uma cobertura vacinal de 40,3%; 25.911 crianças (32,5%); 3.228 gestantes (30%) e 13.629 profissionais da saúde (25,1%).

A meta é vacinar, até 10 de maio, 90% do público-alvo, de 145 mil pessoas, na primeira fase. “É importante que as mães levem os filhos para vacinar. A vacina não oferece risco, não causa gripe”, afirmou.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Para ampliar a vacinação, duas estratégias foram adotadas. “Uma delas, foi a disponibilização da vacina nas maternidades da cidade, para que as mulheres já deixem as unidades imunizadas contra a gripe. Outra, um importante reforço na imunização dos profissionais de saúde, tem início na segunda-feira (3) e se estenderá até 14 de maio, em uma parceria entre a Prefeitura e a Unimed Campinas. Trabalhadores da saúde dos serviços públicos e privados poderão ser vacinados no Centro Cultural de Inclusão e Integração Social (CIS Guanabara), na Rua Mário Siqueira 829, no Guanabara”, explicou.

O espaço foi cedido pela Unicamp. A prefeitura fornece o imunizante e insumos para aplicação das doses e profissionais do Hospital Unimed Campinas aplicarão a vacina. A vacinação ocorrerá de segunda a sábado, das 8h às 18h.

O imunizante previne agravamento de quadros respiratórios, que podem levar à morte. A imunização contra o vírus Influenza é importante porque o agravamento da doença pode levar à necessidade de internação no sistema hospitalar, que já está sobrecarregado em razão da pandemia.

Séries, filmes, games, quadrinhos: conheça o Estúdio 52.

Aplicação das vacinas
Os endereços dos locais de vacina dos grupos prioritários da primeira fase da imunização estão disponíveis no site: www.vacina.campinas.sp.gov.br.

Nesse endereço é possível acessar um mapa com os postos de imunização, simbolizados por seringas. Aquelas que aparecem em azul possuem vacinas; as em vermelho, não.

Histórias do Coração merecem ser contadas toda semana.

Pessoas com quadro sugestivo ou casos confirmados de infecção pela Covid-19 devem esperar para receber a vacina. É recomendado aguardar até a recuperação clínica total. Quem tomou vacina contra a Covid-19 deve aguardar 14 dias para ser imunizado contra a gripe.

Vacina da Covid-19

De acordo com o balanço da secretaria de saúde de Campinas, já foram aplicadas ate esta sexta-feira 313.613 doses da vacina contra a Covid-19. Desse total, 193.573 pessoas receberam a primeira dose e 120.040 tomaram também a segunda.

Cerveja é quem manda no Papo Fermentado. Confira no blog

Campinas atingiu a cobertura vacinal contra a Covid-19 em todas as faixas acima de 70 anos, exceto entre 80 a 84 anos, que receberam a Astrazeneca e o intervalo é maior. Por isso, nem todos já receberam a segunda dose.

Publicidade