13 de maio de 2021 Atualizado 18:28

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Saúde

Campinas atende mais de 133 mil pessoas com síndromes gripais em três meses

Prefeitura também ampliou o número de leitos de UTI Covid em 125% no mesmo período, passando de 74 para 162

Por Milton Paes

12 abr 2021 às 19:47 • Última atualização 12 abr 2021 às 20:35

Em três meses, a Prefeitura de Campinas atendeu mais de 133 mil pessoas com síndromes gripais na rede municipal de saúde e ampliou o número de leitos de UTI Covid em 125% no mesmo período, passando de 74 para 162.
Os números foram apresentados na tarde desta segunda-feira (12) pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos) em live transmitida pelas redes sociais em 100 dias de governo.

Para otimizar os leitos de enfermaria, foram disponibilizados 200 concentradores de oxigênio para que as pessoas pudessem se recuperar em casa e, dessa forma, liberar as estruturas hospitalares.

Acompanhe a cobertura do LIBERAL sobre Campinas

“Infelizmente, a segunda onda da pandemia foi avassaladora e nós precisamos aumentar os leitos”, disse o prefeito.

A Secretaria de Saúde também deu continuidade ao atendimento a domicílio com a medição por oxímetro. Com isso, a hipóxia silenciosa (queda do oxigênio) é identificada e o paciente encaminhado para o atendimento necessário.

Durante a pandemia neste ano, a Prefeitura de Campinas também regulamentou e ampliou para dez categorias o programa Mais Saúde Campinas, que qualifica profissionais para atuar no Programa de Saúde da Família e, dessa forma, colaborar com o enfrentamento da pandemia.

Outra medida foi a capacitação em boas práticas em limpeza e higiene de
1,5 mil agentes de saúde e representantes de escolas e condomínios com o objetivo de evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Números da pandemia

Foram confirmados nesta segunda-feira mais 672 casos da doença. Com isso, Campinas chega a 85.367 pessoas que se contaminaram pelo vírus desde o início da pandemia.

A cidade também registrou mais 37 óbitos e chega a 2.655 mortes por Covid-19. Foram 24 homens e 13 mulheres; 28 pessoas tinham doenças preexistentes e outras nove não tinham. Com relação à faixa etária, 23 tinham mais de 60 anos e 14 tinham menos de 60.

Vacinação

O boletim epidemiológico também traz o número de doses aplicadas. Até o momento, de primeira dose, a Saúde vacinou 149.021 pessoas; já os que tomaram as duas doses somam 73.860 pessoas. A cidade já aplicou 222.881 doses no total.

Leitos

Campinas conta nesta segunda-feira com 407 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública municipal e particular de saúde. Deste total, 368 estão ocupados, o que corresponde a 90,42%. Há
39 leitos livres no SUS municipal e na rede privada. No SUS municipal são 160 leitos, dos quais 157 estão ocupados, o que equivale a 98,12%.
Há 3 leitos livres. Na rede particular são 247 leitos, dos quais 211 estão ocupados, o que equivale a 85,43%. Há 36 leitos vagos. O Estado não está mais informando a ocupação dos leitos do HC da Unicamp e do AME (Ambulatório Médico de Especialidades.

Há 49 pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) à espera de leitos de enfermaria e de UTI no SUS municipal.

Publicidade