07 de março de 2021 Atualizado 11:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Após seis anos, prédio do Cotuca é restaurado em Campinas

Iniciativa se deu em uma parceria entre a Unicamp e a Campinas Decor, que realizaria a tradicional mostra de arquitetura e decoração no ano passado

Por Milton Paes

22 fev 2021 às 19:05 • Última atualização 26 fev 2021 às 14:48

Colégio poderá voltar a receber estudantes após a realização da mostra, ainda sem data - Foto: Divulgação

A Campinas Decor e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) promoveram, nesta segunda-feira (22), a solenidade de entrega das obras de restauração do prédio do Cotuca (Colégio Técnico de Campinas).

O colégio funcionava em imóvel alugado no bairro Taquaral desde agosto de 2014, devido à interdição do prédio em fevereiro do mesmo ano. Agora, poderá voltar a receber estudantes após a realização da mostra, ainda sem data.

A reforma se deu em virtude de um convênio de permissão de uso firmado entre a organização da mostra de arquitetura, decoração e paisagismo e a universidade para a realização da edição de 25 anos do evento no imóvel histórico que fica na Rua Culto à Ciência.

No total, estima-se um investimento de R$ 12 milhões na recuperação do prédio e preparação da mostra, cotizados entre a organização, expositores, patrocinadores e fornecedores.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Pelo calendário oficial, a 25ª edição da Campinas Decor teria sido realizada nos meses de maio e junho de 2020, mas em função da pandemia a data está suspensa e será definida somente quando o momento for considerado seguro.

A diretora do Campinas Decor, Sueli Cardoso, acredita que a mostra possa ser realizada neste ano. “Vamos depender muito da situação efetivamente da continuidade da vacina. Esperar sempre o melhor momento. O nosso trabalho aqui é todo desenvolvido para que o público já visite a mostra para ter conhecimento tecnológico e novidades na área de construção”.

O reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, e a diretora da Campinas Decor, Sueli Cardoso – Foto: Milton Paes – O Liberal

O reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, destacou a importância do retorno desse prédio do Cotuca para a universidade e para Campinas.

“É uma importância muito grande não só para a Unicamp, mas para toda a cidade, pois estamos recuperando um prédio histórico e trazendo movimento para o centro de Campinas com milhares de estudantes, que é fundamental para a revitalização do centro”, comentou.  

“Esse prédio é muito bom e agora está totalmente reestruturado e readequado para receber os estudantes. É um marco para a cidade de Campinas e para a Unicamp. Assim que a mostra ocorrer, o prédio será destinado para o colégio novamente. A nossa expectativa é de que em 2022 o colégio volte a funcionar”, destaca.

O prédio do Cotuca é um patrimônio histórico de Campinas. Sua construção ocorreu em 1918, por Bento Quirino, num projeto do arquiteto Ramos de Azevedo.

A Unicamp começou seu funcionamento nesse prédio, em 1967, com os cursos de química, engenharia de alimentos e medicina.

No mesmo ano, o Cotuca começou a funcionar, com os cursos de eletrotécnica, mecânica e alimentos. As instalações possuem 6,5 mil metros quadrados e, por ser um patrimônio histórico, são mantidas e conservadas de acordo com suas características originais.

Acompanhe a cobertura do LIBERAL sobre Campinas

Campinas Decor

A Campinas Decor 25 anos contará com cerca de 60 ambientes internos e externos preparados por profissionais do setor na cidade e região, exibindo as tendências e o que há de mais moderno em artigos para decoração, revestimentos, mobiliário, luminotécnica, automação residencial e tudo o que envolve esse universo.

O público poderá conferir diversas salas, suítes, apartamentos, lofts, banheiros e terraços, além de jardins e espaços comerciais e de uso dos visitantes, seguindo todos os protocolos definidos pelas autoridades de saúde.

Publicidade