Vítimas ligam suspeito a mais cinco roubos em Americana

Wesley Ruduk Cordeiro é apontado como autor de roubo a cinco residências e dois bares, segundo vítimas ouvidas pela DIG de Americana, que o prendeu


Preso na última quinta-feira pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana, Wesley Ruduk Cordeiro, de 36 anos, foi identificado por vítimas como autor de sete assaltos na cidade, cinco deles a residência e dois a bares. Até então, a participação dele só havia sido confirmada em dois casos.

O balanço atualizado foi divulgado pela DIG nesta sexta-feira. Existem ainda outros quatro assaltos a residência em aberto que podem ter tido participação do suspeito. Os investigadores pretendem ouvir as vítimas para que possam confirmar ou descartar a possibilidade.

Foto: Polícia Civil / Divulgação
Wesley nega ter cometido os crimes, mas, ao mesmo tempo, diz que fará “contatos” para recuperar objetos roubados de residência

Wesley foi preso em sua casa na Rua dos Solimões, no São Roque, na última quinta-feira, porque era suspeito de participar de um roubo a residência na Vila Amorim no dia 30 de dezembro. Ele acabou reconhecido pelo proprietário da casa, e também foi identificado como um dos autores do assalto ao bar no Frezzarin no dia 30 de agosto.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

Nesta sexta, com base em reconhecimento de novas testemunhas, Wesley foi apontado como autor de mais quatro roubos a residência cometidos entre os dias 20 e 31 de dezembro nos bairros Jardim Ipiranga, Jardim Paulista, Vila Louricilda, e Vila Santa Inês.

Já o outro assalto a bar aconteceu no dia 24 de agosto, no Jardim Girassol. Conforme publicado pelo LIBERAL na edição desta sexta, dois assaltantes foram condenados em primeira instância por esse crime: Guilherme Santana de Oliveira, 20, e Weslen Murilo de Oliveira Santos.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Um terceiro envolvido, Gabriel Souza Godoy, 20, acabou absolvido. Os mesmos três homens foram denunciados e estão presos preventivamente pelo roubo ao bar localizado no Frezzarin.

CONTRADIÇÃO

A Justiça concedeu, ainda na quinta, a prisão temporária do suspeito, que está detido na Cadeia Pública de Santa Bárbara d’Oeste.

O LIBERAL apurou com pessoas ligadas a investigação que Wesley nega ter cometido os crimes. Entretanto, ao mesmo tempo, diz que vai “colaborar” e “tentar fazer contatos” para devolver alguns objetos roubados da residência.

Na quinta, os investigadores da DIG localizaram em um terreno baldio na frente da casa de Wesley uma mochila com relógios, joias e uma arma de fogo com numeração suprimida.

Os itens foram roubados das residências, enquanto a arma foi utilizada pelo suspeito nos assaltos, segundo os investigadores. A reportagem não conseguiu contato com familiares ou defensores de Wesley até o fechamento desta edição.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora