Velocidade dos carros causa medo na Rua Anhanguera

Heber do Valle, de 67 anos, mora há décadas na Rua Anhanguera, no bairro Conserva, e reclamou sobre a falta de sinalização da via


Heber do Valle, de 67 anos, mora há décadas na Rua Anhanguera, no bairro Conserva, e reclamou sobre a falta de sinalização da via, que não orienta os motoristas a respeitarem os limites de velocidade do local. “Como a rua é uma reta só, isso é um convite à alta velocidade. Os motoristas passam de 50 até 80 km/h. Já vi passar carro a 100km/h”, testemunhou Heber.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Na rua não há sinalização sobre limite de velocidade o que assusta a população

O aposentado diz que o trecho entre a Rua dos Tamoios e a Rua Capitão Manoel dos Santos Sobrinho é ainda pior.

“Nesse trecho passam muitas crianças e moram pessoas de idade. Antes tinha uma valeta de água ali que fazia os motoristas desacelerarem, mas asfaltaram e ficou no mesmo nível. Então, agora nem isso”, explicou. Como é permitido que os carros estacionem dos dois lados da rua, a passagem dos motoristas ainda precisaria ser mais cuidadosa, o que não acontece. “Os carros vão tricotando entre um espaço e outro, sempre em alta velocidade”, reclamou Heber.

A Unidade de Transportes e Sistema Viários informou por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura de Americana que vai verificar o local para reforçar a sinalização.

LIBERAL NAS RUAS: Viu algo de errado no seu bairro? Um buraco na rua, um vazamento ou uma obra parada? Escreva para redacao@liberal.com.br ou envie mensagem para o WhatsApp do LIBERAL, no (19) 99271-2364.

*Estagiária Maíra Torres, sob supervisão de João Colosalle.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora