Velado na Câmara, Pio Sardelli será sepultado às 16h

Empresário de Americana faleceu nesta quinta-feira após complicações por uma cirurgia


O corpo do empresário Pio Sardelli, proprietário da loja Pio Magazine, em Americana, está sendo velado no prédio da Câmara desde o início da manhã desta sexta-feira (26). O sepultamento está marcado para às 16 horas, no Cemitério da Saudade.

Pio, de 71 anos, faleceu nesta quinta-feira (25), em São Paulo. Ele estava internado desde domingo (21) no Hospital Beneficência Portuguesa.

Segundo o ex-deputado estadual Chico Sardelli, primo do empresário, ele morreu em decorrência de complicações em uma cirurgia para a retirada de um tumor cerebral. Durante o procedimento, ele sofreu uma hemorragia gástrica e acabou não resistindo.

“Foi um homem íntegro e lutador. Revolucionou com seus empreendimentos e a sua luta o setor comercial de Americana. Foi um empreendedor, um homem que produziu graças ao seu trabalho junto com a minha tia Pia”, disse.

Foto: Arquivo/O Liberal
Nascido na Itália, Pio Sardelli era considerado um dos empresários mais notórios em Americana

O presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana), Dimas Zulian, lamentou a morte do empresário. “Pio Sardelli personificou o ser comerciante. Começou com o comércio e cresceu com o comércio, sempre com muita simplicidade e sem ostentação, mas com muito trabalho e dedicação. Fica o exemplo para os empreendedores que estão começando”, afirmou.

Nascido em Roma, na Itália, Pio se mudou para o Brasil com os pais ainda na infância, no ano de 1953. A família morou primeiro em São Paulo e depois se mudou para a Americana, onde o pai, Pasqueale Sardelli, conseguiu um emprego.

A primeira loja da família, no São Manoel, foi aberta em 1960. Em 1965, seu pai montou outra loja, na Rua das Acácias, no Jardim São Paulo. Pio assumiu o comércio assim que deixou o colégio interno. Além da loja, ele também se dedicava à construção civil.

Em 1968, o empresário se casou com a também italiana Pia Pulcini. Além da esposa, ele deixa três filhas: Laura Cristina, Márcia Luiz e Andréa. A mesa diretora da câmara emitiu uma nota de pesar pelo falecimento. Em 2008, a Casa lhe concedeu o título de cidadão americanense. A homenagem foi proposta pelo vereador Marco Antonio Alves Jorge, o Kim (MDB).

“O Pio foi uma pessoa que contribuiu muito por Americana. Sempre teve um espírito empreendedor e trabalhador incansável. Você via ele à frente das lojas, atendendo clientes. Não tinha dia e hora para trabalhar, ele gostava disso. O fruto do seu trabalho ajudou Americana a ser a cidade progressista que é”, declarou o parlamentar.

PESAR

Em nota divulgada nesta quinta-feira e assinada pelo presidente Luiz da Rodaben (PP), a Câmara Municipal de Americana manifestou profundo pesar pelo falecimento de Pio Sardelli.

“Pio Sardelli era um dos comerciantes mais conhecidos da cidade e recebeu o título de cidadão americanense da Câmara em 2008, através de decreto legislativo de autoria do vereador Marco Antonio Alves Jorge, o Kim (MDB)”, traz o texto.

“Os vereadores e funcionários da Câmara Municipal de Americana solidarizam-se e expressam seu pesar aos familiares e amigos. Que a dor da perda se encontre com o orgulho da lembrança de um pai e avô amoroso, um marido exemplar e um cidadão de bem”, finaliza a nota.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora