05 de março de 2021 Atualizado 16:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Novo prefeito

Vagas em creches, revisão da Área Azul e unidades de Saúde são desafios de Chico Sardelli

Cerimônia de posse ocorre às 16 horas desta sexta-feira, no plenário da Câmara de Americana, com transmissão pela internet

Por André Rossi

01 jan 2021 às 07:50

Prefeito eleito de Americana, Chico Sardelli (PV) toma posse nesta sexta-feira (1º) ao lado de seu vice, Odir Demarchi (PL). Entre as principais metas para o início do mandato, o político pretende aumentar a disponibilidade de vagas em creche, revisar o contrato de Área Azul e aumentar as unidades de saúde com atendimento 24h.

A cerimônia de posse será realizada às 16 horas no plenário da câmara. Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a presença do público está proibida. Serão autorizados a comparecer apenas os eleitos com dois convidados. A solenidade será transmitida ao vivo pelo YouTube TV Câmara.

Chico Sardelli toma posse em Americana nesta sexta-feira – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal.JPG

Empresário e cinco vezes deputado, Chico foi eleito com 40.014 votos, o que corresponde a 36,19% dos votos válidos. Os outros dois candidatos mais votados foram Maria Giovana (PDT), com 29.562 votos (26,74%), e Rafael Macris (PSDB), 19.573 (17,7%).

Durante a campanha, Chico estabeleceu como meta para a Educação a criação de 750 vagas em creche nos 100 primeiros dias de seu governo. O número é o mesmo apontado pela Secretaria de Educação como o atual déficit na cidade.

A ideia é ampliar a capacidade estrutural de creches municipais já existentes e construir novas unidades. Os bairros apontados como mais críticos são Mathiesen, Praia Azul e Jardim Boer.

Alvo constante de reclamações da população desde que foi implantada, em janeiro de 2019, a Área Azul deve sofrer modificações com o novo prefeito. Chico vai reunir na semana que vem com a Estapar, empresa responsável pelo sistema, para discutir alterações no contrato.

Em outubro de 2020, uma das principais queixas foi solucionada: a tarifa de regularização. Assim como acontece em outras cidades, agora é possível pagar pela vaga utilizada até um dia depois e evitar ser multado. Porém, outros pontos seguem sendo questionados, como a extensão de sua área de cobertura no Centro.

Já na Saúde, o novo prefeito tem a intenção de implantar quatro unidades com atendimento 24h nas regiões do Parque Gramado e Liberdade, Jardim da Paz, São Jerônimo, e Cidade Jardim. O objetivo é desafogar o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

A secretaria de Saúde será comandada pelo fisioterapeuta Danilo Carvalho Oliveira, que tem passagem pelo Ministério da Saúde. Apesar de ter a maior fatia, o orçamento da pasta sofreu redução de 5% de 2020 para 2021: de R$ 208,8 milhões para R$ 198 milhões

“Os desafios da gestão foram amplamente discutidos pelo prefeito comigo e acreditamos que os desafios serão inúmeros, mas acreditando na capacidade técnica que o próprio município dispões, a disponibilidade que eu enquanto secretário irei colocar, e toda disponibilidade que estão colocando na pasta da Saúde, acreditamos que temos condições sim de superar os desafios”, afirmou Danilo ao LIBERAL na semana passada.

Em novembro deste ano, O LIBERAL produziu um conteúdo especial sobre os principais desafios da cidade para os próximos anos. Assuntos como abastecimento, economia, saúde, mobilidade urbana e educação foram abordados. O material está disponível aqui.

Equipe

Dos 19 secretários anunciados por Chico para a gestão 2021-2024, seis deles já atuavam no governo Omar Najar (MDB). É o caso de Carlos Cézar Gimenes Zappia, que seguirá como superintendente do DAE (Departamento de Água e Esgoto).

Os demais secretários de Omar que continuarão com Chico são: Fernando Giuliani, em Cultura e Turismo, Adriano Camargo Neves, de Obras, Ângelo Sérgio Marton, de Planejamento, José Carlos Marzochi, superintendente da Fusame (Fundação Saúde de Americana), e Vinicius Ghizini, na Educação.

Publicidade