Unicentro pede sigilo em ação contra Unimais Bandeirante

A petição cita a necessidade de evitar “divulgações e vazamentos indevidos de informações”


A cooperativa Unicentro Brasileira, que incorporou a Unimais Bandeirante, de Americana, no início deste ano, pediu à Justiça que coloque sob sigilo uma ação em que ela fez acusações de fraudes contra os antigos gestores.

A petição cita a necessidade de evitar “divulgações e vazamentos indevidos de informações”. O pedido, ainda não analisado, foi protocolado nos autos um dia após o LIBERAL falar sobre o assunto.

Nela, o jornal revela que, para a Unicentro, há indícios de crimes contra o sistema financeiro em contratos firmados pela Unimais Bandeirantes. Os antigos gestores rebateram a acusação que havia sido feita.

Cuidado

O LIBERAL ressalta que, ao divulgar a reportagem que motivou o pedido de sigilo, tomou o cuidado de preservar as informações financeiras/fiscais de todos os envolvidos no processo em que as declarações foram feitas, especialmente a pessoa física alvo da disputa comercial.

Foram publicadas, apenas, as afirmações feitas pela defesa da cooperativa Unicentro sobre eventuais atos ilícitos praticados pela Unimais Bandeirante, já que elas foram consideradas de relevante interesse público.

Antes da publicação, a reportagem do jornal ouviu as partes envolvidas, que puderam dar suas versões sobre o fato.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!