Tubulação na Avenida Europa e na Praia Azul serão trocadas

Fadiga de adutoras faz DAE de Americana programar substituições, que devem acontecer até o final do primeiro semestre


O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana vai trocar a adutora da Avenida Europa e parte da tubulação do São José, na região da Praia Azul. As áreas foram afetadas ao longo dos anos pelo excesso de impacto na malha viária e pela expansão do bairro, respectivamente.

A ideia é lançar uma licitação conjunta para realizar o serviço nos dois pontos. Ainda não há previsão para publicação, mas o planejamento prevê que as obras sejam realizadas ainda no primeiro semestre.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Carlos Zappia explicou que a chamada fadiga da rede por excesso de esforço

De acordo com o diretor geral do DAE, Carlos Zappia, quase mil metros de tubulação terão de ser substituídos na Avenida Europa. A equipe técnica da autarquia já identificou que existem rachaduras na adutora, que é feita de DeFoFo (conexões hidráulicas em PVC modificado).

“Houve mudança de trânsito e essa adutora ficou numa região de alta carga de impacto, de trânsito pesado. É uma adutora que já tem uma certa idade, mais de 15 anos. Vamos ter que trocar porque já está apresentando rachaduras. É fadiga por excesso de esforço”, explicou Zappia.

A situação no São José é similar. O DAE ainda trabalha no projeto para determinar quantos metros de tubulação terão de ser trocados. Porém, o fator determinante para o desgaste foi a expansão populacional na área.

“Obviamente, quando você vai aumentando o bairro, você aumenta a necessidade de água e você precisa aumentar a pressão. Isso faz com que a rede se esforce mais do que o normal. O material obviamente entra em fadiga mais cedo do que entraria numa situação normal”, disse o diretor.

Rezar

Antes dessas duas intervenções, o DAE vai trocar a adutora da Avenida Campos Salles, que já teve seis rompimentos somente neste ano, que levaram à interrupção do abastecimento em algumas regiões da cidade. O pregão presencial acontece no próximo dia 24 e a obra deve levar dois meses para ser concluída.

Zappia alerta a população que novos vazamentos podem acontecer antes da substituição. A adutora em questão foi instalada entre em 1998 e, duas décadas depois, apresentou problemas de fabricação que ocasionaram os rompimentos, com furos e fissuras internas.

“Não podemos diminuir a pressão, aliviar o trabalho da rede, senão desabastece. Como tem apresentado com frequência esses defeitos de fabricação, infelizmente podem ocorrer outras vezes até a gente conseguir trocar. Quando a gente faz um reparo, a gente faz dentro das boas práticas e das técnicas adequadas, mas do restante nós temos que rezar para que não aconteça”, comentou Zappia.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” aborda a substituição da mão de obra de pessoas mais velhas por outras mais novas na RPT (Região do Polo Têxtil), em 2019. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora