TRE-SP nega ação de suplente contra Tiosso por mudança de partido

No início do ano, o parlamentar migrou para o Pros, fora da chamada “janela partidária”, que permite mudanças de legenda sem a perda de mandato


Em decisão publicada nesta terça-feira, a juíza Claudia Lúcia Fonseca Fanucchi, do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), rejeitou um recurso apresentado pelo suplente Geraldo Fanali para manter uma ação de perda de mandato contra o vereador americanense Guilherme Tiosso.

Fanali é o 1º suplente do PRP, partido pelo qual Tiosso se elegeu. No início do ano, o parlamentar migrou para o Pros, fora da chamada “janela partidária”, que permite mudanças de legenda sem a perda de mandato.

Foto: Arquivo / O Liberal
Saída de Guilherme Tiosso no PRP pode abrir a vaga para Geraldo Fanali, que é o primeiro suplente

O parlamentar só comunicou a mudança ao antigo partido e à câmara no final de abril. De 15 de janeiro até 19 de abril, segundo o partido, o vereador seguiu atuando como membro do PRP ao votar projetos, assinar requerimentos, entre outras atividades Legislativas.

Uma ação movida pelo PRP segue em andamento, sem previsão de prazo para ser julgada. A sigla entende que não há justa causa e que não se aplica a Tiosso a chamada “janela partidária”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!