Transporte público em Americana terá redução de 20% fora dos horários de pico

Frota será mantida integralmente apenas durante os períodos mais movimentados do dia; Sancetur ainda não divulgou a relação atualizada de linhas


Os ônibus do transporte público de Americana vão funcionar com redução de 20% a partir desta quinta-feira (19). A frota só será mantida integralmente durante os horários de pico. A definição ocorreu durante reunião entre a prefeitura e a Sancetur, empresa responsável pelo serviço e que atua na cidade com o nome Sou Americana.

Um terceiro decreto foi publicado pelo prefeito Omar Najar (MDB) nesta quinta para consolidar as medidas de combate a proliferação do coronavírus (Covid-19). O documento cita que o horário dos ônibus seria regulamentado diante da situação “a fim de evitar a restrição de acesso ao transporte público e consequentes aglomerações”.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Ônibus operam com redução de 20% em função do coronavírus fora dos horários mais movimentados

“Foi deliberado no encontro também que a empresa de ônibus que presta o serviço no município, continua funcionando normalmente nos horários de pico e com redução de 20% nos demais períodos”, informou a prefeitura.

Além da redução da frota, os aparelhos de ar-condionados serão desligados e as janelas serão abertas. A higienização dos veículos ocorrerá todas as vezes que eles chegarem ao último ponto da linha.

De acordo com o proprietário da Sou Americana, Marco Chedid, a redução no número de passageiros é de 35%, especialmente entre alunos e trabalhadores. O movimento é analisado diariamente.

“O problema maior detectado é que o número de idosos não reduziu. Continua o mesmo. Isso é ruim. A preocupação é que os idosos não estão ficando em casa. Estão saindo”, afirmou Chedid.

A Sou Americana ainda não divulgou a relação atualizada de linhas.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição de número #27 do podcast ‘Além da Capa’ traz a experiência de ex-moradores de Americana que hoje vivem em países onde o novo coronavírus já se alastrou de maneira mais ampla, revelando um pouco mais sobre este problema em crescimento no Brasil. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora