Torre de celular gera reclamações no Jd. Santa Eliza

Chiado dia e noite tem incomodado os moradores, e problema teria começado há pouco mais de um mês; engenheiro responsável espera por peça de reposição


Um chiado constante em uma torre de telefonia celular na Avenida Antônio Centurione Bôer, no Jardim Santa Eliza, em Americana, tem incomodado os moradores do bairro. O problema teria começado há pouco mais de um mês.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

A aposentada Aparecida Donia Martins, 62, mora na casa ao lado do terreno onde está instalada a torre, que pertence a empresa ATC (American Tower Corporation) do Brasil. Ela afirma que já reclamou da situação para o engenheiro responsável pelo equipamento, mas até agora nada foi feito.

“Ela [torre] faz um chiado como se fosse uma cigarra. Direto, fica dia e noite. As vezes para um pouco porque ela refrigera. Na verdade acho que é uma ventoinha que fica no painel e que faz esse barulho. A hora que está mais fresco ela para um pouco. Quando esquenta ela volta a fazer e vai direto. A gente não está aguentando mais esse barulho”, comentou Aparecida sobre o caso.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_26.11.2019
Vizinhos disseram que a torre faz chiado constante e incômodo

Ainda segundo a moradora, essa não é a primeira vez que a torre apresenta esse tipo de problema. Entretanto, da última vez, o caso foi resolvido rapidamente.

“Já teve esse problema uma outra vez, há uns dois anos. Eu entrei em contato [com o engenheiro] e logo no outro dia foi sanado. Não sei se vieram aqui pessoalmente para resolver ou através de satélite eles resolveram. Agora voltou a fazer barulho”, disse a aposentada.

A Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Americana informou que o GPA (Grupo de Proteção Ambiental) foi fiscalizar o local. Na aferição realizada, os decibéis estavam dentro dos padrões normais. Entretanto, a administração disse que providências estão sendo tomadas para tentar solucionar o problema.

“A Unidade de Fiscalização, Licenciamento Ambiental e Projetos está em contato com o engenheiro responsável pelo projeto, para entender o que pode estar acontecendo e tomar providências, caso caibam”, afirmou em nota.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

De acordo com o engenheiro de campo da ATC do Brasil, Carlos Barbosa, o barulho é causado por um problema no ventilador de refrigeração da estrutura, que terá de ser trocado. Entretanto, a peça é importada e houve atraso na entrega.

“Já foi acionada a manutenção pela operadora e ela vai trocar o equipamento. Só que ele é importado e estão com o lote preso. Por isso que não foi trocado ainda. Essa semana o equipamento pode ser liberado e na semana que vem já vai ser reparado para eles [moradores] passarem as festas aí na paz”, afirmou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora