24 de fevereiro de 2021 Atualizado 19:13

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Saúde

Terceirizada inicia combate à dengue na segunda-feira em Americana

Sime Prag foi contratada para remover criadouros, fazer visitas domiciliares e nebulização se necessário

Por Marina Zanaki

19 fev 2021 às 17:26 • Última atualização 19 fev 2021 às 17:59

A empresa Sime Prag do Brasil, contratada pela Prefeitura de Americana para atuar no combate à dengue, vai iniciar os trabalhos na segunda-feira. O contrato prevê visitas domiciliares, remoção de criadouros e, se necessário, nebulização com inseticida.

Segundo a prefeitura, os bairros que serão trabalhados primeiro serão escolhidos por meio de planejamento com base nos indicadores epidemiológicos e ainda não estão definidos.

Trabalho deve ter início na segunda-feira – Foto: Marilia Pierre/Prefeitura de Americana

O contrato com a empresa prevê que sejam trabalhados 40 mil imóveis por mês. “Porém esse número pode variar de acordo com a situação epidemiológica, já que se houver taxa elevada na transmissão da dengue, a empresa deve priorizar a nebulização de inseticida, por exemplo”, explicou a Secretaria de Saúde.

A terceirizada atua pelo terceiro ano consecutivo na cidade, após ter vencido licitação em 2019, prorrogada para o ano seguinte. Para 2021, a prefeitura optou por um aditivo ao contrato em lugar de abrir uma nova concorrência. O valor é de R$ 588 mil para 12 meses de trabalho.

A equipe de 22 funcionários fornecida pela Sime Prag vai atuar junto com os servidores públicos do PMCD (Programa Municipal de Combate à Dengue). Uma integração foi realizada entre segunda e quarta-feira entre as equipes contratadas e o funcionalismo.

“O objetivo da capacitação foi alinhar procedimentos e condutas dos agentes municipais com as diretrizes do Ministério da Saúde sobre o controle da dengue, além do detalhamento geográfico do território e das áreas delimitadas em cada região da cidade, com atividades teóricas sobre as ações desenvolvidas pelo setor diariamente”, explicou a Secretaria de Saúde.

Em 2021, até o dia 17 de fevereiro, o município havia notificado 21 casos suspeitos de dengue, dos quais um foi confirmado, no bairro Machadinho, e os demais seguem em investigação.

“Muito embora a Covid seja hoje o nosso maior desafio enquanto saúde pública, nós não podemos esquecer que a dengue também precisa da nossa atenção o ano inteiro. O trabalho de vocês vem para somar os esforços dos agentes municipais que já estão envolvidos nas ações de controle”, disse o Secretário de Saúde, Danilo Carvalho Oliveira.

Publicidade