Temporal em Americana derruba ponto de ônibus sobre mulher

Chuvas passaram pela Região do Polo Têxtil com ventos superiores a 100 km/h; em Americana, mau tempo derrubou seis árvores e feriu uma mulher


O temporal do último domingo passou pela região com ventos de 107,2 km/h, segundo medição do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp, às 18h10 em Campinas. Em Americana, o mau tempo derrubou seis árvores e um ponto de ônibus da Avenida Brasil caiu sobre uma mulher de 65 anos e a feriu levemente, de acordo com registro do Corpo de Bombeiros.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Ponto de ônibus fica na altura do número 1.500 e será recolocado

A corporação informa que, por volta das 18 horas, a mulher se abrigou da chuva embaixo da cobertura, que acabou não resistindo às rajadas de vento e caiu sobre ela. A idosa foi socorrida pelo resgate e levada até o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. Segundo os bombeiros, ela sofreu escoriações pelo corpo e traumatismo craniano leve.

O ponto de ônibus ficava na altura do número 1.500. A Prefeitura informa que ele foi instalado no local em março e será recolocado ainda nos próximos dias.

A UPJ (Unidade de Praças e Jardins) registrou seis quedas de árvores em decorrência dos ventos. Não houve vítimas. O fato aconteceu nos bairros São Vito, Jardim América 2, Jardim São Pedro, Parque Novo Mundo e Chácara Machadinho.

FRENTE FRIA

Segundo Caroline Vidal Ferreira da Guia, meteorologista do Cptec/Inpe (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a chegada de uma frente fria provocou a mudança de tempo no final da tarde de domingo.

Embora de intensidade considerada fraca, ela gerou o encontro do ar quente (as temperaturas na última semana chegaram à casa dos 30 graus) com o ar frio e criou a condição ideal para a instabilidade brusca. Para esta semana, informa a meteorologista, voltam as condições consideradas padrão para o outono.

O período é caracterizado pela amplitude térmica – grande diferença entre as mínimas e máximas. Durante a noite, madrugada e primeiras horas da manhã o ar é mais frio. No decorrer do período, os termômetros sobem e encostam nos 30 graus lembrando o verão.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora