20 de setembro de 2021 Atualizado 19:20

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Impostos

Sinditec pede a Chico intermédio por redução no aumento do ICMS

Dois decretos do governador João Doria (PSDB) alterando regras na tributação terão como consequência o aumento de impostos para o setor

Por Marina Zanaki

13 jan 2021 às 07:34 • Última atualização 13 jan 2021 às 11:17

Presidente do Sinditec, sindicato das indústrias têxteis de Americana e região, Leonardo Sant’Ana pediu ao prefeito Chico Sardelli (PV) a intermediação junto ao governo estadual contra mudanças no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Uma reunião foi realizada nesta terça-feira na sede do Executivo.

Dois decretos foram publicados pelo governador João Doria (PSDB) alterando regras na tributação e terão como consequência o aumento de impostos para o setor.

De acordo com Leonardo, entre 15 de janeiro (quando entra em vigor o primeiro decreto) a 31 de março (quando começa a valer segundo decreto), o imposto estará maior para vendas destinadas às empresas optantes pelo Simples Nacional. Na região, cerca de 80% das confecções são desse regime tributário.

“Serão 75 dias em que as indústrias têxteis deixarão de vender para essas confecções, o que será um problema muito sério, considerando ainda que as empresas estão começando a se recuperar do ano difícil que foi 2020 em razão da pandemia da Covid-19”, disse o presidente da entidade.

O acréscimo no preço final que este aumento do ICMS acarretará nas vendas para as empresas optantes do Simples ficará em torno de 13% a 15,8%.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Estamos saindo de uma queda de vendas tão violenta e começando a se recuperar, e vem esse problema, que vai ser seríssimo não só para as pequenas, mas para as grandes empresas. Tem por exemplo empresas grandes que vendem tecidos profissionais para fazer uniforme, e vendem um volume muito grande para empresas que fazem parte do simples. Vai ocorrer um problema sério de concorrência”, alertou o empresário.

O prefeito Chico Sardelli informou que ligou para o líder do governo na Assembleia Legislativa, Carlão Pignati (PSDB), e pediu para analisar a demanda do Sinditec.

Publicidade