15 de setembro de 2021 Atualizado 23:47

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Alimentação

Servidores reclamam de marmita entregue pela Prefeitura de Americana

Representantes de duas secretarias protestaram contra as refeições, que às vezes chegam estragadas aos funcionários

Por Maria Eduarda Gazzetta

14 set 2021 às 18:41 • Última atualização 15 set 2021 às 09:02

Servidores da Prefeitura de Americana foram até o Paço Municipal no fim da manhã desta terça-feira (14) protestar contra a má qualidade da alimentação entregue pela administração. De acordo com os oito representantes de duas secretarias, as refeições entregues na última sexta (10) e nesta terça estariam estragadas. Eles foram recebidos pelo secretário de Administração, Fabio Beretta Rossi, e pelo secretário adjunto, Eduardo Flores.

Servidores levaram marmitas que estariam estragadas ao Paço Municipal – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal

“Se você abrir a marmita, você vai sentir o cheiro. A comida sem tempero a gente até engole, mas o que não dá é comer a comida estragada”, disse Alessandra Vilas Boas, motorista da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos. Ela estava acompanhada de representantes da Unidade de Trânsito, de Limpeza Pública, Coletas e da Secretaria de Meio Ambiente.

Ainda de acordo com ela, desde a última gestão da prefeitura, a comida entregue não tem sido de qualidade.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

A proposta dos servidores é de que, até que a prefeitura troque a empresa fornecedora de refeição ou que seja implantando um restaurante na garagem municipal, os funcionários não teriam horário de almoço e sairiam uma hora mais cedo.

“Este é um problema antigo. Tem dias, realmente, que não tem como comer e estão demorando muito para tomar providência. Há cerca de um mês tivemos uma reunião na garagem e o prefeito Chico Sardelli prometeu que tomaria providências. O servidor merece o mínimo de consideração e infelizmente não está tendo agora”, disse Antônio Adilson Bassan Forti, o Toninho Forti, presidente do SSPMA (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Americana).

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A Prefeitura de Americana foi questionada e, sobre a possibilidade de a comida estar estragada, respondeu que a situação é inadmissível e que os alimentos estão sendo analisados, para que as medidas cabíveis sejam tomadas. A administração também informou que um novo edital para o fornecimento das marmitas está em elaboração, visando melhorias no serviço prestado.

Sobre a proposta dos servidores para que eles não tenham horário de almoço e saiam uma hora mais cedo, a medida está sendo “avaliada quanto à viabilidade e também sob o aspecto legal”. Em relação à implantação de um restaurante na Garagem Municipal, o Executivo limitou-se a dizer que esta é “uma das possibilidades em análise”.

Publicidade