21 de setembro de 2021 Atualizado 12:09

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Servidor flagrado transportando carvão em ambulância volta ao trabalho

Prefeitura disse que sindicância interna sobre o caso continua

Por Heitor Carvalho

14 abr 2021 às 07:25 • Última atualização 14 abr 2021 às 13:22

O servidor da Prefeitura de Americana que foi pego transportando 140 sacos de carvão em uma ambulância municipal após capotar o veículo em Limeira no dia 12 de fevereiro voltou a exercer suas funções, segundo a administração municipal.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Em nota ao LIBERAL, a Prefeitura de Americana disse que os procedimentos da sindicância relativa ao caso da ambulância prosseguem e que, portanto, não pode fazer comentários a respeito do assunto.

Servidor foi pego transportando 140 sacos de carvão após capotar ambulância – Foto: Prefeitura de Americana / Divulgação

Ainda segundo a administração municipal, o servidor flagrado transportando os sacos de carvão já retornou ao trabalho, “enquanto aguarda o julgamento do processo”.

“Após o devido processo legal administrativo, onde será ouvido o servidor, as medidas cabíveis serão aplicadas”, concluiu o comunicado enviado pela prefeitura.

O vereador Lucas Leoncine (PSDB) protocolou nesta segunda-feira (12) um requerimento questionando a Prefeitura de Americana sobre o caso do servidor

No requerimento protocolado na secretaria da Câmara Municipal de Americana, Leoncine diz que tem sido procurado em seu gabinete por vários moradores de Americana que querem saber mais informações sobre a abertura de sindicância sobre o uso indevido da ambulância.

Entre os questionamentos apresentados, o vereador pergunta se houve a abertura de sindicância para apuração do ocorrido, qual o número do processo administrativo relativo a esta sindicância, em qual fase a sindicância se encontra e qual o prazo previsto para encerramento da mesma.

Requerimentos anteriores

Esse é o segundo requerimento sobre o caso protocolado pelo parlamentar do PSDB. Em 12 de fevereiro, no mesmo dia do acidente, Leoncine também faz questionamentos sobre o caso, com perguntas sobre qual era finalidade de uso do carvão e se havia ordem de serviço para o transporte.

“A gente fez um primeiro requerimento direcionado ao setor das ambulâncias. Mas nós não ficamos satisfeitos com as respostas e então elaboramos esse novo requerimento direto para a administração municipal”, explicou.

Segundo o vereador tucano, a ideia é aguardar a resposta da prefeitura para decidir quais serão os próximos passos. “Não temos informações sobre o andamento desse processo. Queremos mostrar que estamos acompanhando e que queremos uma resposta”, afirmou.

No dia do acidente, o vereador Marschelo Meche (PSL) também havia protocolado um requerimento em que pedia informações e providências do poder executivo sobre procedimentos de controle de uso de ambulâncias.

“O processo de averiguação já está em andamento, mas a situação nos alerta sobre a necessidade de maior controle no uso de um equipamento público. Não é possível que uma ambulância saia da cidade sem que o controle eletrônico esteja ativado. O que está em questão é a segurança dos pacientes, pois vidas estão em risco”, afirmou na época.

No requerimento, Meche pede ainda providências para que haja medidas de controle eletrônico das ambulâncias na cidade. O requerimento será discutido e votado pelos vereadores em plenário na sessão ordinária do dia 18 de fevereiro.

Publicidade