26 de junho de 2022 Atualizado 19:12

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Itaú Social

Serviços sociais de Americana recebem ajuda de fundação

Dinheiro será usado para acompanhamento psicológico aos profissionais que trabalham no acolhimento de crianças

Por Leonardo Oliveira

24 de junho de 2020, às 08h25 • Última atualização em 24 de junho de 2020, às 09h36

As entidades que atuam no serviço de acolhimento a crianças e adolescentes em grave situação de risco ou violência em Americana receberam R$ 294 mil por meio da Fundação Itaú Social, para aplicar em capacitações e acompanhamento psicológico aos profissionais que atuam na rede.

Três OSC’s (Organizações da Sociedade Civil) serão contempladas. Coasseje (Casa de Orientação e Assistência Social Seareiros de Jesus), AAMA (Associação Americanense de Acolhimento) e Associação de Promoção e Assistência de Americana.

Os cerca de 55 funcionários dessas três entidades serão direito a 432 horas de supervisão psicológica e 100 horas de capacitações. A iniciativa ainda prevê a realização de seminários sobre o tema, mas o agendamento desse tipo de evento vai depender do quanto durar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“As angústias, tanto da equipe técnica, quanto a equipe de cuidados, são muito grandes, exatamente por estarem com crianças e adolescentes de alta complexidade, que muitas vezes são negligenciadas”, disse ao LIBERAL o coordenador do projeto, Felix Fernando Siriani.

Durante a pandemia, as supervisões diminuíram, mas seguem acontecendo. Já os seminários e capacitações dos profissionais seguem suspensos, já que são iniciativas que geram aglomeração. Justamente pela atual situação sanitária do país, o prazo para utilização do recurso, que, geralmente é de 12 meses, poderá ser ampliado.

Além dos abrigos, serão beneficiados também duas modalidades de acolhimento: o Família Acolhedora e o República, executados pela APAM e pela AAMA. De acordo como CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), 20% do valor do repasse, o equivalente a R$ 58 mil, foi repassado ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

As entidades de Americana foram contempladas com o recurso após o projeto apresentado pelo CMDCA ser selecionado como um dos beneficiados na iniciativa. O Itaú Social repassa recursos da destinação do imposto de renda das empresas de seu conglomerado e da destinação do IR dos funcionários para propostas que promovam ações a garantia dos direitos dessa população.

Podcast Além da Capa
O mais festejado dos cinco títulos mundiais da seleção brasileira? A resposta é subjetiva, mas a conquista da Copa do Mundo de 1970, no México, completa 50 anos sem ter ameaçado seu lugar no Olimpo do futebol. O ambiente de Americana naqueles dias de junho pauta essa edição do Além da Capa. O editor Bruno Moreira conversa com o repórter Rodrigo Alonso, além de contar com a contribuição de convidados.

Publicidade