22 de Maio de 2020 Atualizado 15:11

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Voluntariado

Sem demanda, prefeitura ainda não solicitou apoio de voluntários

Cento e cinquenta e duas pessoas se candidataram para ajudar no combate ao novo coronavírus em Americana

Por George Aravanis

22 Maio 2020 às 08:45 • Última atualização 22 Maio 2020 às 15:11

A Prefeitura de Americana informou que o cadastro para voluntários no combate ao novo coronavírus (Covid-19) já recebeu a inscrição de 152 profissionais interessados, mas que ainda não precisou do apoio de nenhuma deles.

Segundo a administração, a demanda ainda é “incipiente” relacionada à doença causada pelo novo coronavírus, que matou quatro moradores da cidade e infectou 77 pessoas.

A maior parte de quem se cadastrou para oferecer ajuda é formada por profissionais de enfermagem, de acordo com o que informado pela assessoria de imprensa. São 54, dos quais 33 dos voluntários são técnicos de enfermagem, 13 enfermeiros, e oito são auxiliares de enfermagem.

Entre os 152 voluntários cadastrados, há dois médicos. Há ainda dois dentistas e nove psicólogos, dentre outros profissionais.

O chamado é dividido para profissionais da saúde (com formação técnica ou superior na área) e de assistência social. O primeiro cadastro, da saúde, foi lançado no dia 26 de março.

Desde o começo, o governo municipal anunciou que a intenção era criar um banco de voluntários que pudessem atuar em caso de necessidade. “Se a demanda for muito grande, ficaremos felizes em poder contar com esse serviço”, afirmou, na época, o secretário de Saúde, Gleberson Miano.

O cadastro para profissionais de assistência social foi anunciado no dia 13 de abril, também com a informação de que a ideia era usar tudo que fosse necessário em situação de emergência.

Além de assistentes sociais, podem oferecer ajuda pessoas que estejam dispostas a fazer limpeza, manutenção predial, cozinhar, costurar, prestar apoio psicológico, distribuir kits alimentares e dirigir (com carro próprio), por exemplo.

Entre os profissionais dessa área que ofereceram ajuda gratuita à prefeitura para combater a pandemia estão seis assistentes sociais. Há ainda 32 pessoas classificadas pela prefeitura como “outras”.

Os interessados, tanto da área de saúde como de assistência social, devem fazer o cadastro pelo site da prefeitura.