Rumo vai recuperar cobertura metálica da antiga estação

Secretaria de Cultura de Americana aguarda a apresentação de laudos; estrutura cedeu durante obra em maio


Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Projeto da reforma será entregue nos próximos dias à Prefeitura de Americana

A cobertura metálica da antiga estação da Fepasa, que cedeu durante as obras para reforma do local, no Centro de Americana, em 15 de maio, será recuperada pela concessionária Rumo. A empresa informa que o cronograma e o projeto de recuperação da estrutura danificada serão apresentados para a Prefeitura de Americana nos próximos dias.

O secretário de Cultura e Turismo, Fernando Giuliani, informa que a concessionária contratou três empresas para fazer a avaliação do ocorrido e assim que obter os resultados tomará as providências para recuperar a cobertura.

Segundo informações da secretaria, uma opção poderá ser o restauro da cobertura com a ferragem existente, caso ela tenha condição estrutural para isso, ou refazê-la por inteiro, seguindo as normas de engenharia e projeto aprovado pelo Condepham (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural de Americana).

O secretário destaca que a queda de parte da cobertura não comprometeu a estrutura do prédio histórico. O restauro da estação faz parte de um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta e segue projetos já aprovados pelo Ministério Público e Condepham. A obra engloba o alteamento (elevação da altura) da cobertura e da passarela.

“É importante ressaltar que desde o começo do processo, tanto a Secretaria de Negócios Jurídicos, quanto a Secretaria de Cultura e Turismo e o Condepham estão acompanhando a reforma e o restauro. Esse projeto vinha sendo esperado há muito tempo e agora, com o desembolso financeiro da Rumo, em breve estará concluído”, diz Giuliani. A previsão é de que ainda neste ano, a obra esteja concluída.

PASSARELA
A reforma da passarela sobre os trilhos, retirada pela Rumo no final de abril para reforma, já foi recolocada. Segundo a concessionária, a obra de recuperação da antiga estrutura foi para atender às normas de segurança ferroviária estabelecidas pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora