Rotary Club Americana Integração faz 40 anos

Projeto de maior destaque do clube de serviço atualmente envolve a cessão sem custos de cadeira de rodas


O Rotary Club Americana Integração completou 40 anos de fundação no município. A data foi comemorada em dezembro durante evento reunindo todos os membros e ex-presidentes do clube de serviço. Segundo Márcio de Moura, atual presidente, desde quando surgiu na cidade o Rotary tem pautado seu trabalho em ações e programas que sejam úteis e atendam às necessidades da comunidade. Atualmente, o projeto de maior destaque é o que cede de forma gratuita e por tempo indeterminado cadeiras de rodas a quem necessita.

“Nosso objetivo é prestar ajuda humanitária a quem necessita, seja através de projetos que facilitem a vida das pessoas ou que contribuam para sanar as suas necessidades”, detalha Moura. De acordo com ele, os programas do Rotary são elaborados em detalhes e submetidos à análise de viabilidade antes dos rotarianos irem a campo em busca de parceiros para viabilizá-los.

Foto: Divulgação
Ações e programas que sejam úteis e atendam às necessidades da comunidade

O atual presidente lembra de conquistas importantes como a aquisição de um veículo Fiorino para uma entidade de Americana e de um microonibus para uma instituição que trabalha com atletas deficientes no Chile. “Alguns projetos demandam valores altos e firmamos parcerias junto a outros clubes para viabilizá-los”, explica.

Fundado em 1905, em Saint Louis, nos Estados Unidos, por Paul Harris e mais três empresários que numa reunião informal se perguntaram o que poderiam fazer para melhorar o mundo, o Rotary Club se espalhou e desde então vem promovendo campanhas que extrapolam os limites da cidade onde nasceu. Uma delas é a campanha que visa erradicar a poliomelite em todos mundo e que no Brasil leva o nome de Pólio Plus.

O Rotary também é conhecido pelos intercâmbios culturais entre jovens dos vários países onde possui clubes. Os intercâmbios promovem a troca de jovens profissionais entre os países, distribuídos em faixas etárias e interesses da coletividade. Em Americana, Moura chama atenção também para o evento anual no qual um acidente de trânsito é simulado para conscientizar a população sobre os cuidados no trânsito e assim contribuir para diminuir as estatísticas de mortes em acidentes.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!