Reservatórios não são limpos há cinco anos em Americana

Acúmulo de minerais – ferro e manganês – no fundo dos tanques favorece a cor enegrecida na água que surge nas torneiras


Foto: Marcelo Rocha/O Liberal
Ao notarem a água com coloração, Zappia orienta os consumidores a abrirem a torneira mais próxima da rua por dois minutos

Há cinco anos, os reservatórios de água de Americana não são limpos e o acúmulo de minerais – ferro e manganês – no fundo das torres contribui para a coloração da água enegrecida que eventualmente chega às torneiras do município e motiva reclamações. A limpeza só irá acontecer quando os cinco novos reservatórios anunciados pelo município estiverem prontos. O projeto ainda está em fase de licitação.

Segundo o diretor geral do DAE (Departamento de Água e Esgoto), Carlos Gimenez Zappia, os minerais não são contaminantes e vão se concentrando no fundo dos reservatórios a partir do processo natural de decantação da água. Como os reservatórios são abastecidos por cima, quando a água bate no fundo os minerais levantam e acabam dando a coloração escura que vai para a rede de abastecimento.

Para evitar o problema eles teriam de ser limpos, mas esta limpeza não acontece desde a crise hídrica de 2014. Para ela ser executada, o reservatório precisa ser esvaziado e lavado, mas para isso é necessário ter reserva de água para não comprometer o abastecimento do município. “Só teremos condições de fazer isso quando os novos reservatórios estiverem prontos. Esse trabalho leva até um dia e meio para ser concluído”, explica o diretor.

Ao notarem a água com coloração, Zappia orienta os consumidores a abrirem a torneira mais próxima da rua por dois minutos. Segundo ele, esse tempo é suficiente para ela ser limpa e evitar que chegue alterada às residências.

DECANTADORES. A direção do DAE anunciou ontem a troca dos decantadores na ETA (Estação de Tratamento de Água), que significa uma economia em torno de quatro milhões de litros de água diariamente no município. Segundo Zappia, com a mudança a água chega mais limpa aos filtros e eles não precisam ser lavados três vezes ao dia, evitando assim o desperdício.

Foto: Susy Coutinho - Prefeitura de Americana.JPG
A direção do DAE anunciou ontem a troca dos decantadores na ETA

Dos quatro sistemas existentes no local, três já foram recuperados. “Como os decantadores antigos não estavam em condições boas, a decantação não era eficiente e os filtros acabavam ficando sobrecarregados. A reforma permitiu maior eficiência e gerou economia”, concluiu.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora