Recadastramento por vaga em creche tem 30% de confirmação

Procedimento é realizado pela secretaria até sexta-feira; quem não confirmar será excluído da relação


Seiscentas das 1.850 pessoas cujos filhos estão na fila por vaga em creches municipais de Americana confirmaram o interesse até a manhã desta terça-feira. O recadastramento começou na quarta-feira da semana passada e vai até esta sexta-feira. Nesta primeira metade dos oito dias agendados, a procura representou 32,4% do número de pessoas à espera.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
O recadastramento começou na quarta-feira da semana passada

Todas as famílias que estão na fila devem procurar a unidade de ensino onde fizeram a inscrição. Quem não aparecer será excluído. “Com o recadastramento queremos atualizar a real demanda por vagas em creches no município”, afirma a secretária de Educação, Evelene Ponce Medina, por meio da assessoria de imprensa.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

A Secretaria da Educação argumenta que às vezes, quando convoca alguém que está na fila, constata que a pessoa desistiu da vaga porque inscreveu a criança na rede particular ou mudou de cidade, por exemplo.

Decisão

O recadastramento também fornecerá informações para a prefeitura decidir se põe em prática a criação do meio período nas creches, uma alternativa para reduzir a fila.

A ideia da secretária de Educação é que só as mães que comprovem trabalhar fora de casa tenham acesso a vagas em período integral (das 7h30 às 16h30). As demais ficariam com meio turno.

Por isso, neste recadastramento as mães devem apresentar comprovante de trabalho – carteira de trabalho ou declaração do empregador ou declaração de autônoma.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

A verificação de quem está na fila, que já está acontecendo, e o mesmo levantamento entre os já matriculados, que será feito na rematrícula, são essenciais porque só depois de descobrir quantas mães de fato trabalham fora é que a Educação saberá se implantar o meio período adianta ou não – se quase todas as mães tiverem trabalho fixo, por exemplo, a medida não terá utilidade.

Além do comprovante de trabalho da mãe, a prefeitura também pede o comprovante de endereço (original e cópia). Questionada se há possibilidade de estender o período para o recadastramento, a prefeitura respondeu que, por enquanto, o prazo é sexta-feira.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora