22 de Maio de 2020 Atualizado 16:33

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Reclamação

Queimada de terrenos com mato alto gera reclamações no Boer

Associação do Moradores do Boer reclama que queimadas são um problema para quem possui problemas respiratórios

Por Da redação

06 abr 2020 às 15:34 • Última atualização 06 abr 2020 às 15:56

Moradores do Jardim Boer II, em Americana, vêm reclamando que os proprietários de terrenos da Rua Sebastião José de Farias começaram a atear fogo para limpar os espaços durante o período de quarentena para evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

Foto: Divulgação
Terrenos abandonados na Rua Sebastião José de Farias são alvo de reclamações

De acordo com o aposentado Expedito Leal, de 48 anos, a rua concentra cerca de 12 lotes em estado de abandono. “Nós temos um grupo da Associação dos Moradores do Boer no WhatsApp e muitos estão reclamando, pois alguns possuem problemas respiratórios. Com as queimadas, esses problemas se agravam, mas a recomendação da prefeitura é de procurar o hospital somente em casos de emergência, aí fica complicado”, lamentou.

O morador do bairro conta que já fez várias reclamações sobre a situação de abandono dos terrenos na Prefeitura de Americana. “Meu cachorro já foi picado por um escorpião e teve uma criança que faleceu aqui no bairro pela picada”, explicou o aposentando, ressaltando que os terrenos acumulam animais peçonhentos.

Apesar da prefeitura notificar os responsáveis, Expedito explica que os moradores continuam com o prejuízo, já que a forma que estão fazendo para limpar é através da queima do mato. “Praticamente todo dia estamos tendo que apagar um incêndio em algum terreno”, completou.

A Prefeitura de Americana foi questionada, mas não informou ao LIBERAL quais medidas seriam tomadas até a publicação desta reportagem.

LIBERAL NAS RUAS: Viu algo de errado no seu bairro? Um buraco na rua, um vazamento ou uma obra parada? Escreva para redacao@liberal.com.br ou envie mensagem para o WhatsApp do LIBERAL, no (19) 99271-2364, clicando aqui.

* Estagiária Natalia Velosa, sob supervisão de Talita Bristotti