Quatro crianças são picadas por carrapatos no Vale das Nogueiras

Todos são alunos da creche municipal Tupã, no Vale das Nogueiras, que está perto de uma área que é considerada de risco


Quatro alunos da creche municipal Tupã, no Vale das Nogueiras, em Americana, foram picados por carrapatos. Um deles, um menino de 3 anos, foi levado pela família ao Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, mas não tinha sintomas de febre maculosa, doença que já matou seis pessoas neste ano na cidade. A criança está sob observação, em casa.

Segundo a prefeitura, não é possível dizer se os carrapatos que picaram as crianças são do tipo estrela, que transmite a doença, nem se os ataques aconteceram dentro da unidade de ensino, que fica perto de uma área considerada de risco. O Vale das Nogueiras fica na região do Zanaga.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Creche Tupã fica perto de uma Área de Preservação Ambiental

O PVCE (Programa de Vigilância e Controle do Carrapato e Escorpião), ligado à Secretaria da Saúde, esteve na unidade e verificou que o local está perto de uma APP (Área de Preservação Permanente), região considerada de risco. O que separa a creche da área é um alambrado.

A prefeitura adotou cinco medidas: desde segunda, as crianças não podem mais brincar nas áreas externas; o mato da escola foi cortado na terça (segundo o governo, não estava alto, mas, quanto mais baixo, é mais fácil que a ação solar mate ovos do carrapato); vai dedetizar o local na sexta; construir um muro para separar a unidade de ensino da APP (Área de Preservação Permanente) próxima dali; e procurar donos de cavalos que foram encontrados próximo da escola para que os tirem de lá – além da capivara, o cavalo pode ser hospedeiro do carrapato estrela. As aulas seguem normalmente, segundo a prefeitura.

A mãe de um aluno, que pediu para não ser identificada, diz que está com receio de levar o filho à escola. A unidade tem 120 alunos.

A criança de 3 anos levada ao hospital pela família tinha várias marcas de picada, segundo a prefeitura – o caso foi relatado à escola na última sexta. Apesar de não ter sintomas da doença, o médico orientou a mãe a ficar atenta, porque os sinais da febre maculosa podem demorar alguns dias para surgir.
Americana vive um surto da doença. Há 15 áreas consideradas de risco na cidade.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!