Publicado edital para desbaratização em Americana

Medida havia sido anunciada pela Prefeitura de Americana em dezembro de 2018; pregão acontece no próximo dia 18


Nove meses depois do prefeito de Americana, Omar Najar (MDB), anunciar que a desbaratização da rede de esgoto da cidade precisava ser feita de forma “urgente”, a prefeitura finalmente publicou nesta quinta-feira o edital para contratar a empresa que será responsável pelo serviço. O pregão presencial acontece no próximo dia 18.

A vencedora da concorrência será responsável pela execução de serviços de dedetização para controle de baratas, ratos e escorpiões em poços de visita das redes coletoras de esgoto sanitário. Fornecimento de insumos, materiais, mão de obras e equipamentos também estão inclusos.

Foto: Arquivo / O Liberal
Nos últimos anos, a medida para combater escorpiões na cidade foi o recolhimento noturno

Nos últimos anos, a medida para combater escorpiões na cidade foi o recolhimento noturno dos aracnídeos. Entretanto, com o alto índice de acidentes envolvendo crianças e adultos, a prefeitura decidiu retomar o controle químico, como era feito na década de 1990.

Apesar de ter sido anunciado pelo prefeito em dezembro do ano passado, o edital levou nove meses para ser publicado. O DAE informou ao LIBERAL em fevereiro que a aplicação de veneno contra baratas só ocorreria no período de estiagem.

Na ocasião, a autarquia divulgou que não é recomendado realizar o procedimento nos meses de chuva porque seria “ineficiente”. No mês passado, o diretor-geral da autarquia, Carlos Cesar Gimenez Zappia, disse que a desbaratização deveria ter início em até 60 dias.

“O DAE informa que todas as programações relacionadas à desbaratização estão sendo mantidas. Os trabalhos estão sendo realizados e não irão estourar o prazo”, garantiu a prefeitura nesta quinta-feira.
Questionada sobre os bairros que serão atendidos primeiro, o Executivo disse que a ordem cronológica será definida juntamente com a empresa que prestará o serviço.

ACIDENTES

Conforme publicado pelo LIBERAL em novembro de 2018, o número de pessoas picadas em Americana por escorpiões na época era o quase o dobro da cidade de São Paulo: 418 contra 227 casos da capital paulista.

Até 11 de julho deste ano, já foram registrados 272 acidentes em Americana. Em todo o ano passado foram 484 casos, a maior quantidade registrada desde o início do registrado da Vigilância Epidemológica do município, em 2007.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora