Projeto para revogar reajuste da tarifa não vai a votação

Vereadores rejeitaram, por 10 a 9, a urgência especial para que ele fosse votado já na sessão de hoje


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Presidente da Câmara, Luiz da Rodaben, deu o voto de desempate

Em uma votação decidida pelo presidente da Câmara, Luiz da Rodaben (PP), o projeto que revoga o aumento de 10% na tarifa de ônibus de Americana não entrou na pauta. Os vereadores rejeitaram, por 10 a 9, a urgência especial para que ele fosse votado já na sessão de hoje. Agora, o projeto segue o trâmite normal da Casa e deve ir para votação em até 45 dias.

Os vereadores da oposição tentaram emplacar a votação ontem, argumentando que havia a urgência já que o prefeito Omar Najar (MDB) decretou o aumento e três dias depois ele já estava em vigor (começou a valer dia 20).

Da base, só Pedro Peol (PV) discursou. Disse que não era contrário à revogação do aumento, mas defendeu que o projeto passe pelas comissões da Casa antes de ir a plenário. Embora o trâmite normal seja de até 45 dias, Peol acredita que a votação possa ocorrer antes, em cerca de uma semana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora