04 de junho de 2020 Atualizado 22:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Liberal nas Ruas

Profissionais da saúde reclamam de aglomeração no transporte público

Usuárias das linhas que vão até o bairro Antônio Zanaga apontam dificuldades e medo de aglomerações nos ônibus

Por Isabella Holouka

11 Maio 2020 às 07:44 • Última atualização 11 Maio 2020 às 08:54

Nesta semana, duas profissionais da área da saúde procuraram o LIBERAL para relatar aglomeração em ônibus da Sou Americana (Sancetur) nas linhas que vão até o bairro Antônio Zanaga. Elas afirmam que o transporte público está insuficiente para a demanda da cidade, contam enfrentar dificuldades com horários e medo ao se depararem com os ônibus cheios.

“Está impossível essa redução de horários, porque muitas pessoas voltaram a trabalhar. E esse ônibus do Zanaga, que é a linha que eu pego, todo mundo utiliza. Todo mundo que mora do terminal até o portal utiliza essa linha, o ônibus lota”, explicou uma das profissionais, que reside no Zanaga.

Com redução de horários, usuários dizem que transporte público está insuficiente para a demanda da cidade – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Ela contou ter pego o transporte público 3 vezes entre quinta e esta sexta-feira (8) e notou que todas as pessoas estavam de máscaras, equipamentos de proteção que se tornaram obrigatórios nesta quinta. No início da semana, a sensação era de que apenas metade das pessoas havia aderido, ao que ainda era apenas recomendação.

Entretanto, o medo continua. “Muitas pessoas juntas, algumas sem necessidade de utilizar transporte, estão a passeio”, opinou a profissional.

Moradora do Jardim Brasil, uma técnica de enfermagem contou ao LIBERAL que tem preferido pegar as linhas que vão até o Zanaga, mesmo com a caminhada até em casa, devido à falta de opção.

“Eles falam que é por causa da Covid-19, mas diminuíram porque não tem tantos passageiros em todos os horários, então eles querem economizar o diesel, e não estão se preocupando na verdade com a contaminação”, afirmou, comentando ainda sobre a grande quantidade de idosos nos ônibus nos horários de pico. Ela também reclama do preço das passagens.

A Prefeitura de Americana foi questionada sobre a situação e respondeu que verificará o aumento na quantidade de passageiros na região e, se ele for confirmado, serão colocados mais veículos em operação. A Sou Americana (Sancetur) também foi questionada, mas não respondeu.

Licitação

Nesta semana, a Prefeitura de Americana reabriu a licitação para concessão do serviço de ônibus urbano da cidade. Atualmente, a Sancetur é empresa responsável pelo transporte e que está no terceiro contrato emergencial.

O edital estará disponível para consulta das empresas de 16 de abril até 15 de maio e a abertura dos envelopes com as propostas foi agendada para 18 de maio.

LIBERAL NAS RUAS: Viu algo de errado no seu bairro? Um buraco na rua, um vazamento ou uma obra parada? Escreva para redacao@liberal.com.br ou envie mensagem para o WhatsApp do LIBERAL, no (19) 99271-2364, ou clicando aqui.

Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.