24 de novembro de 2020 Atualizado 11:44

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

ASFALTO CEDEU

Problema na Florindo Cibin foi causado por lixo que entupiu bueiro

Empresa responsável pela obra vai criar segundo poço de visita para evitar que o problema se repita; reparo deve levar até 30 dias

Por André Rossi

19 nov 2020 às 08:21 • Última atualização 19 nov 2020 às 09:31

Quatro sacos de lixo entupiram um bueiro e fizeram com que parte do asfalto do novo trecho da Avenida Florindo Cibin, em Americana, cedesse na noite desta terça-feira (17) .

A informação é do engenheiro responsável pela obra Edson Carreta, ligado a empresa Di G. Zanaga Participações e Empreendimentos, que executou o serviço.

Receba as notícias do jornal O Liberal pelo WhatsApp

O reparo foi iniciado nesta quarta-feira (18) e deve ser finalizado em até 30 dias, segundo a prefeitura. A via permanecerá interditada durante o período.

Água da chuva correu por dentro do asfalto, segundo engenheiro da obra – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

De acordo com o engenheiro, que esteve no local na manhã desta quarta para realizar a perícia, a forte chuva que atingiu a cidade arrastou quatro sacos de lixo para o bueiro, também chamado de poço de visita. A galeria pluvial em questão já existia quando a obra começou, mas não estava em uma área asfaltada, e sim de mato.

“Na época que houve a avaliação para iniciar a obra, foi constatado que a galeria era suficiente. Mas a chuva de ontem, que foi muito forte, fez com que quatro sacos de lixo enormes corressem pela tubulação. Eles ficaram depositados na boca da caixa, que ficou trancada. A água, então, correu por dentro do asfalto”, explicou Edson.

O problema aconteceu no novo trecho que interliga os bairros Morada do Sol e Parque da Liberdade, inaugurado na última sexta-feira (13). Para evitar que a situação se repetia, um segundo bueiro será implantado na via.

“Como essa galeria recebe dois ramais de um metro de diâmetro cada um, vamos retirar um deles. O outro canal vai ser desviado, para dividir a carga dos dois ramais. Se acontecer um problema como este dos sacos de lixo, será o suficiente para o asfalto aguentar a quantidade de água”, disse Edson.

O local mais crítico é para quem vai do Parque da Liberdade para acessar o bairro Morada do Sol. Pelo menos duas crateras se abriram, embora no sentido contrário também houve registro de erosão.

O engenheiro garante que o problema afetou apenas o asfalto, e não a obra da transposição do córrego da Gruta Dainese. O serviço foi executado pela Di G. Zanaga Participações e Empreendimentos, como forma de contrapartida para um futuro loteamento. Não houve custo para o município.

Pelas redes sociais, o prefeito Omar Najar (MDB) pediu que a população respeite a sinalização. Na manhã desta quarta, a reportagem do LIBERAL presenciou motoristas rompendo a “lista zebrada” usada para isolar a via, circulando por trechos que estavam impedidos.

“Gostaria de destacar que a obra da Avenida Florindo Cibin foi executada e paga por uma empresa particular, que agora será responsável também pela solução para o local. Peço a todos que até a manutenção, que respeitem a interdição da via para evitar novos acidentes”, disse Omar.

A prefeitura informou que reforçou o fechamento do acesso dos dois lados da via, com cavaletes e fitas zebras.

*Colaboraram Bianca Martim e Paula Nacasaki

Publicidade