27 de maio de 2022 Atualizado 20:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Prevista para terminar em abril, reforma elétrica do Mercadão custará R$ 300 mil

Obra prevê reparos na infraestrutura do local para, em um segundo momento, realizar a revitalização do prédio histórico e do entorno

Por Ana Carolina Leal

23 Janeiro 2022, às 08h33 • Última atualização 23 Janeiro 2022, às 17h55

A Prefeitura de Americana pretende concluir até abril a reforma elétrica do Mercado Municipal para só então dar início a revitalização do local, inclusive o entorno.

As alterações foram divulgadas em setembro do ano passado e parte delas será custeada com R$ 350 mil conquistados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em uma premiação em concurso estadual.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A intenção da prefeitura é unir os prédios do mercado por meio de um calçadão. O projeto, de acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros, leva em conta apontamentos feitos pelos permissionários.

De acordo com ele, antes de fazer a reforma estrutural é necessário reparar a parte elétrica, uma das reinvindicações dos comerciantes. “Apesar de ser quase invisível, é mais urgente”, declarou em entrevista ao LIBERAL nesta segunda-feira (17).

A reforma da parte elétrica, atualmente, está em fase de licitação e deve custar R$ 300 mil aos cofres públicos. A previsão é de que o serviço seja concluído em três meses.

Terminada essa etapa, a prefeitura começará os trabalhos para revitalizar o mercado com os R$ 350 mil conquistados em premiação no ano passado.

“Estamos andando com o projeto de reforma estrutural, que precisa se adequar também às normas do Condepham [Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural de Americana]. Essa semana teremos inclusive uma reunião de alinhamento do projeto da reforma”, afirmou Barros.

Em entrevista ao LIBERAL em setembro do ano passado, o secretário explicou que a ideia é unir o prédio histórico aos outros dois que muitos desconhecem pertencer ao mercado.

“A intenção é uni-los, estender um pouco a calçada e colocar mesas e cadeiras. Também estamos tentando outro bolsão de estacionamento para substituir o atual”, disse.

O Mercado Municipal tem mais de 60 anos. Foi inaugurado em 19 de julho de 1959.

Publicidade