13 de abril de 2021 Atualizado 17:04

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

COVID-19

Prefeitura vai criar 13 leitos de enfermaria em antiga UTI neonatal do HM

Adaptação é necessária para lidar com o aumento da demanda de pacientes

Por André Rossi

02 abr 2021 às 07:58 • Última atualização 02 abr 2021 às 08:05

A Prefeitura de Americana vai criar 13 novos leitos de enfermaria no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi para atender pacientes do novo coronavírus (Covid-19). A ampliação se dará na área da antiga UTI neonatal, localizada na Ala 1 do local.

Nesta quinta-feira (1º), a prefeitura publicou no Diário Oficial o edital de abertura de licitação para contratação da empresa, que será responsável pelo serviço de reforma e adaptação de salas. A entrega e abertura dos envelopes ocorre no dia 13 de abril.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

O valor do empreendimento é de aproximadamente R$ 130 mil. Os gastos serão cobertos por meio de uma emenda intermediada pelo deputado federal Vanderlei Macris (PSDB), liberada ao município ainda em 2020. O valor total do recurso para a saúde na época foi de R$ 250 mil.

Ao LIBERAL, a prefeitura explicou que os novos leitos serão abertos na antiga UTI neonatal. Posteriormente, o mesmo local também irá comportar temporariamente a UTI adulto. Isso porque a Ala 3 deve ser reformada em breve; o processo de licitação segue em andamento.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Esta adaptação é necessária diante do aumento constante da demanda”, justificou a prefeitura.

Desde o mês passado, a prefeitura tem trabalhado para aumentar os leitos do HM. Em 12 de março, eram 25 de enfermaria, que são aqueles sem respiradores. Já nesta quarta-feira (31), o HM atingiu 44 leitos, mas todos estavam ocupados. Não houve atualização dos dados nesta quinta-feira.

Todos os 106 leitos de enfermaria de Americana estavam ocupados na quarta. Os dados levam em conta a capacidade do HM e dos três hospitais particulares da cidade.

Paralelamente, a prefeitura aguarda a chegada de 12 novos respiradores na próxima semana. Os aparelhos adquiridos permitirão que o HM salte dos atuais 21 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para 30; três respiradores alugados serão devolvidos.

Séries, filmes, games, quadrinhos: conheça o Estúdio 52.

Ainda na quarta, a ocupação de leitos de UTI na cidade era de 99%. Assim como terça, a única vaga disponível estava no HM. Os três hospitais particulares do município estão lotados para UTI desde 17 de março.

Publicidade