19 de setembro de 2021 Atualizado 11:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Prefeitura quer unir prédios do Mercadão e revitalizar entorno

Projeto seria viabilizado com R$ 350 mil conquistados em concurso estadual e incluiria também demandas dos permissionários

Por Ana Carolina Leal

12 set 2021 às 08:17

A Prefeitura de Americana pretende unir os prédios do Mercado Municipal por meio de um calçadão e revitalizar o entorno. O projeto seria viabilizado com os R$ 350 mil conquistados pela Unidade de Desenvolvimento Econômico em como premiação em um concurso estadual.

Mercadão visto de cima na foto de Willian Gregio: espaço ganhará revitalização após Americana receber R$ 350 mil em prêmio do governo estadual – Foto: Willian Gregio / Divulgação

Secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros, explicou que a ideia é transformar o mercado em um local agradável para as pessoas ficarem por mais tempo e não apenas entrar, comprar e sair. Para isso, ele pretende ouvir também os permissionários e juntos definirem o que será feito.

“Temos o prédio histórico e outros dois ao lado que muitos não sabem que pertencem ao mercado. A ideia é uni-los, estender um pouco a calçada e colocar mesas e cadeiras. Também estamos tentando outro bolsão de estacionamento para substituir o atual”, afirmou o secretário ao LIBERAL.

Rafael, no entanto, ponderou que os R$ 350 mil talvez não sejam suficientes para atender todo o projeto. “A prefeitura teria que colocar mais dinheiro, então pode ser que nem tudo saia de uma só vez”.

Parte elétrica é um dos pontos que precisariam ser revitalizados – Foto: Ernesto Rodrigues / O Liberal

Além de tornar mais atrativo o mercado, que tem mais de 60 anos, os permissionários apontam outras melhorias que consideram urgentes, entre elas a parte elétrica. “Precisa ser refeita, é bem antiga”, afirmou Porfírio Neres Santana, proprietário da Pastelaria do Porfírio, há 23 anos no Mercadão.

A revisão da parte elétrica também foi apontada pela proprietária da Banca do Patrão – mercearia e tabacaria -, Silmara Zangiácomo Furlan. “É o que eles chamam de barramento, vem por baixo e tem a parte elétrica para ser feita, teria que colocar em cada banca um acesso para controle da utilização de energia de cada proprietário”, disse.

Segundo Rafael, já foi aprovado um projeto para refazer a parte elétrica do Mercado Municipal. “Está em fase de orçamento, vai custar uns R$ 200 mil. Dinheiro esse que não tem nada a ver com o valor do prêmio que será usado na revitalização”, garantiu.

Além da parte elétrica, os permissionários também apontaram a necessidade de tratamento de esgoto, reforma dos quatro banheiros, substituição do telhado, pintura e mecanismos que melhorem a ventilação.

“A gente aqui do empório [Bella Mar] teve que fazer um telhado debaixo do telhado porque caía água na mercadoria. Fizemos isso no final de 2019. Falaram que ia ter uma verba de R$ 150 mil, trocaram as calhas e a situação piorou, começou a cair mais água dentro da loja”, afirmou Michel Baroni.

Publicidade