Prefeitura pede estudo sobre três faixas no Viaduto Amadeu Elias – O Liberal

Prefeitura pede estudo sobre três faixas no Viaduto Amadeu Elias

Ideia do prefeito Omar Najar é liberar a faixa exclusiva do Corpo de Bombeiros para passagem de veículos leves no sentido bairro-Centro


O prefeito de Americana, Omar Najar (MDB), disse nesta sexta-feira (17) que pediu um estudo para o Crea-SP (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado e São Paulo) sobre a capacidade física do Viaduto Amadeu Elias comportar a passagem de três veículos de forma simultânea, em duplo sentido.

A análise foi solicitada pelo prefeito na última quarta-feira (15) por conta das reclamações de comerciantes do Jardim Colina, que apontam que houve queda nas vendas desde que o viaduto passou a ter mão única, em 12 de outubro de 2018. Moradores da região também se queixaram do tempo maior de deslocamento. Atualmente, o viaduto tem apenas o sentido Centro-bairro.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Clique aqui e envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

A ideia da administração é liberar a faixa exclusiva do Corpo de Bombeiros para o tráfego de veículos leves no sentido que foi extinto no local, do bairro para o Centro. A passagem de ônibus e caminhões não seria permitida, neste caso.

“Falei na quarta-feira se eles (Crea) podem fazer. A gente quer ver o orçamento de quanto fica para fazer a avaliação da estrutura do Viaduto Amadeus Elias, se ele suporta o tráfego de três veículos passando ao mesmo tempo”, explicou Omar, que admitiu a possibilidade de retomar a mão dupla caso a mudança não seja possível.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Desde outubro de 2018, Viaduto Amadeu Elias tem trânsito apenas no sentido Centro-bairro

“A gente está na esperança de até junho inaugurar a passagem da (Avenida) Bandeirantes pelo Viaduto João Romano, que é outra opção que as pessoas teriam. Senão eu estou pedindo a avaliação se é possível o tráfego de três veículos lá como existe no (Viaduto) Centenário. E se não for possível, talvez eu volte atrás e deixe do jeito que está. Vamos ver o que vai dar o trânsito”, comentou o prefeito.

Insatisfação

Conforme publicado pelo LIBERAL na última terça-feira (14), um grupos de comerciantes está se mobilizando para pressionar a prefeitura. O grupo afirma que a mudança provocou queda nas vendas dos comércios do Jardim Colina de até 40%.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Eles entregaram um documento no MP (Ministério Público) e a intenção também é usar a Tribuna Livre da câmara na sessão da próxima quinta-feira (23) para reivindicar que o viaduto volte a ter dois sentido. O vereador Welington Rezende (Patriota) também protocolou uma moção de apelo para que o prefeito altere o sentido no viaduto.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora