26 de outubro de 2020 Atualizado 20:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Prefeitura já recebeu 1.414 protocolos pelo Americana Digital

Plataforma evita o atendimento presencial, proporciona mais agilidade aos processos internos e externos, além de economia com impressões

Por Isabella Holouka

14 abr 2020 às 12:29 • Última atualização 14 abr 2020 às 17:38

Com um mês em funcionamento, o Projeto Americana Digital já permitiu a realização de 1.414 protocolos digitais, sendo que cerca de 90% foram possíveis com o acesso pelo site. A nova plataforma evita o atendimento presencial, proporciona mais agilidade às tramitações de processos internos e externos, além de economia com impressões. Cerca de 235 mil impressões já foram economizadas.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

O Americana Digital permite que o munícipe registre a sua solicitação de um computador ou pelo celular com acesso à internet. Neste primeiro mês em funcionamento, também foram solicitadas 244 análises de projetos e 686 atendimentos do SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão).

Foto: Prefeitura de Americana / Divulgação
Plataforma evita o atendimento presencial

“Já tivemos um fato histórico de uma certidão negativa de débitos sair em apenas 24 minutos. Isso prova que ele agiliza os trâmites internos da documentação. Tivemos documentos de Recursos Humanos que demoravam até dez dias para sair e foram emitidos em dois dias”, comentou coordenador do Projeto Americana Digital, Eduardo Spilla.

O cidadão pode avaliar o novo sistema por meio da própria plataforma e o coordenador ressalta que as avaliações têm sido positivas. “Foi um fato extremamente positivo a prefeitura ter aberto acesso eletrônico justamente no momento mais crucial, que foi a crise da Covid-19. Então, quando fechou o atendimento presencial, entrou o atendimento eletrônico. Foi uma porta aberta para o cidadão fazer seus pedidos”, completou o coordenador.

O potencial de economia com o novo sistema é de R$ 200 mil nos primeiros seis meses; R$ 600 mil em um ano; chegando a R$ 2 milhões ao ano quando tudo já estiver migrado para o virtual. A administração deve continuar trabalhando por um bom tempo nos dois sistemas, uma vez que serão digitais apenas os processos iniciados a partir da implantação da nova plataforma. No decorrer dos anos, o manuseio do processo físico tende a diminuir até se extinguir totalmente.

Em razão das restrições provocadas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), toda a capacitação dos servidores para utilização do novo sistema foi feita on-line pela empresa 1Doc, responsável pela plataforma utilizada.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

Depois de ao menos três semanas de quarentena, há quem se pergunte por que essa medida continua em vigor sem afrouxamento. A razão do isolamento social permanecer no estado é o assunto do Além da Capa nesta terça-feira.

{{1}}

Publicidade